natalia

domingo, 13 de junho de 2010

No telefone com Diogo Cunha ou "Minha vontade de excelência não pode superar minha capacidade de realização" (Winston Churchill)


Estou há uns dois meses praticamente reclusa em um cárcere privado, diante de um computador, com a tarefa nada simples de terminar um livro. Eu digo nada simples agora, mas há dois meses, quando me perguntaram se eu conseguiria cumprir tal prazo, eu disse que sim, sim, claro, moleza.
Mas a verdade é que escrever é uma das profissões mais solitárias que existem. E a todo momento você precisa tomar uma série de decisões, a cada palavra que você usa, a cada novo parágrafo. Pra onde sua história está indo? Será esse o melhor caminho? Por que você não volta e reescreve tudo, que essa porra está uma merda?
E tudo isso sozinho.
Para me manter minimamente lúcida, estabeleci uma espécie de relação simbiótica com um amigo que também está trancafiado em sua casa terminando uma tese. E foi durante uma de nossas conversas pelo telofone que ele soltou, sem nenhuma intenção de cunhar uma bela frase, que sua vontade de excelência não podia superar sua capacidade de realização.
Fiquei em silêncio por alguns instantes, absorvendo o significado daquela sentença e depois voltei ao mundo pragmático.
"É uma bela frase", elogiei. "Posso colocar entre aspas no meu Facebook e dizer que é do Mahatma Gandhi?"
Ele pensou um pouco e sugeriu que eu escolhesse uma personalidade menos óbvia. E talvez menos interessante, de modo que o leitor não se motivasse a pesquisar a procedência da citação.
"Coloca Winston Churchill", propôs. "Ninguém vai questionar a autoria de uma frase do Winston Churchill. Ou do Abraham Lincoln."
"Mas precisa ser alguém tão monótono? Será que eu não posso colocar, sei lá, Santos Dumont?"
"Melhor não colocar brasileiro. As pessoas aceitam mais quando a citação é estrangeira. Inclusive, se você passar pra inglês é capaz até de virar spam."
"E Hitler?"
"Hitler funciona."
Mas logo depois chegamos à conclusão de que isso afetaria um pouco o apelo da frase. Sem contar que daria um outro sentido à vontade de excelência e à capacidade de realização.
"Que difícil", constatei. "A quem você atribuiria uma frase dessas? Quer dizer, tem a ver com que área? É um diretor de cinema, um pintor, um filósofo?"
"
Eu acho que é a típica frase de alguém que trabalha com direitos humanos."
"Uhh, posso colocar Nelson Mandela?"
"Acho válido pela questão da Copa, mas já falei que é melhor não usar líderes carismáticos."
"Já sei!", concluí. "E se a gente inventasse um nome?"
"Boa! Começa com uma sigla, pra ficar mais obscuro."
"JJ...", pensava em voz alta, "...Abrams?"
"J.J. Abrams? Esse não é o nome do criador de Lost?
"Droga!"
Silêncio.
"Você pode colocar anônimo", meu amigo sugeriu, por fim.
"Tá maluco? Ninguém se importa com frases proferidas por anônimos. Anônimo por anônimo, melhor dizer logo que foi você."
"Então faz isso."
Silêncio.
"Pensando melhor, Winston Churchill não me parece tão monótono assim..."
"A gente devia voltar a escrever, você não acha?"
"É, é. Deixa só eu atualizar meu status no Facebook..."

23 comentários:

  1. "Cunhar" uma frase foi um trocadilho?

    ResponderExcluir
  2. Adoro esse blog! Descobri por acaso (não lembro mais) e já estou viciada!!! Estou começando a ficar complexada, e meus amigos já estão dizendo que eu estou lendo muito o 'Adorável Psicose' e ficando transtornada...
    Mas é a vida, melhor perder um amigo do que perder a piada né? (NOT!)
    Esqueci de ver seu nome nos créditos do Zorra Total.. merda!
    Continue com seus ótimos textos.. #frasedeincentivo
    Beijos de outra psicótica

    ResponderExcluir
  3. Cara, eu juro que um dia ainda escrevo assim.

    ResponderExcluir
  4. A frase é muito boa e me fez lembrar de outra: "O ótimo é inimigo do bom", usada para a mesma situação...

    ResponderExcluir
  5. Hahahaha...essa conversa entre amigos me pareceu a digressão perfeita!

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkk

    Ah, quando eu acho a frase bonitinha eu coloco as iniciais de quem falou mesmo, e torço pra ninguém perguntar quem foi quem foi é essa ruma de letrinha!

    hauhauahuahuahuahua

    ResponderExcluir
  7. Seus textos continuam me parecendo diálogos possíveis entre os normais de "Os Normais"...rsrsrsrs
    Bom, de qualquer forma, é uma leitura deliciosa e relaxante. Esse seu amigo deve ser um cara muito inteligente, assim como vc. Só gente inteligente tem um senso de humor como o de vcs.
    Que vc consiga terminar seu livro com louvor e que esta semana seja perfeita pra vc.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Marcos,
    Foi. Muito do infame.

    Laura,
    Brigadão! E transtornados são os seus amigos; nós somos super normais!

    Eu encenando,
    Menina, larga essa bebida que você consegue escrever! Rsrs, brincando.

    Taís,
    E o excelente?? Ferrou!

    naomemandeflores,
    :) (geralmente sou contra responder com emoticons, mas é que eu realmente sorri quando li seu comentário.)

    Magali,
    Sério mesmo, um amigo meu me escreveu um email falando que tem medo da sua foto.

    Lua Nova,
    Muito obrigada, moça do chocolate! Uma semana incrível pra você também!

    Beijocas a todos,
    Natalia.

    ResponderExcluir
  9. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    A intenção foi essa mesmo... Ah, tava com TPM quando coloquei... E tava com ódio do povo falar da minha foto de pose pra convite de formatura, que tava manjadíssima... mas prometo colocar uma foto menos temerosa... JURO!

    ResponderExcluir
  10. Que pena...Esse Canal a cabo, tem tudo para fazer algo bacana e que pudesse contribuir de alguma forma com o bem estar das pessoas e e acaba colocando cotidianos (patológicos ou não) como uma forma de entretenimento. Tem algo tão fétido no ar, que tudo parece receita pronta vencida inclusive esse programa. Chistes são formas bacanas de dissipar energias psíquicas, agora banalização acaba contribuindo com um enorme desfavor contra os que realmente levam a sério as psicoses alheias. Todos temos sim que procurar nossas satisfações, agora um pouquinho mais de respeito a certos temas não faz mal a ninguém, incluso aos que escrevem bem.

    ResponderExcluir
  11. Acho incríveis os textos, fico colado e prestando muita atenção para não deixar passar uma frase em branco!!! Aliás, branco não engorda o que engorda é bolo!!!hahahaha

    ResponderExcluir
  12. Natalia, gostaria de sugerir que sua personagem indique a mais nova dieta da moda, a dieta espiritual! Senta e reza! Não come!hahaha

    Amos seus textos, bjs, Yan Diskin.

    ResponderExcluir
  13. Acabei de ver o episódio, estou gravando para não perder nenhum, texto inteligente sem apelo para baixarias, realmente o brasileiro está reaprendendo a fazer comédia de situação, MULTSHOW está apresentando as novas faces do humor nacional e o sua é linda, mulher bonita assim, inteligente e com bom humor, sonho de consumo de todo homem. Aproveito para uma contribuição: "Se agires com digndade talvez não modifiques o mundo mas uma coisa é certa haverá um canhlha a menos" Confúcio
    Washington de Nilópolis

    ResponderExcluir
  14. e se frase fosse: minha capacidade de realização pode não superar minha vontade de excelência....

    ResponderExcluir
  15. hum te encontrei em Junior..kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  16. "Minha capacidade de realização pode não superar minha vontade de excelência'
    Alice Suzucava,de quem é a frase acima?
    falei para um amigo que é do:
    Winston Churchill.
    Ele diz que não, vc pode me dizer de quem é,por favor.
    obrigada.. abraço

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Vários blogs dizendo que a frase é do Winston Churchill... hahahah...Será que é mesmo?

    ResponderExcluir
  19. Não só blogs... O mundo wiki também foi contaminado pela psicose: http://pt.wikiquote.org/wiki/Winston_Churchill :D

    ResponderExcluir

 
Designed by Thiago Gripp
Developed by Márcia Quintella
Photo by Biju Caldeira