natalia

terça-feira, 15 de junho de 2010

Ode ao bloqueio - parte 2 (Ele voltou, e dessa vez é pessoal)


Prezado usuário,

Quando você bloqueia alguém no Facebook, essa pessoa não deixará de existir. Não vai abandonar seus pensamentos nem vai desaparecer das suas lembranças (tais como aquele dia em que você falou para ele não bagunçar seu cabelo, mas ele bagunçou mesmo assim e depois disse que era impossível não se apaixonar por você).
Todo laço que antes você mantinha com aquela pessoa, seus sentimentos, suas expectativas, tudo será perdido.
Note que tal bloqueio não pode impedir todas as comunicações e interações na vida. O Facebook não se responsabiliza caso você encontre essa pessoa no supermercado ou na livraria. Nem muito menos se ela estiver acompanhada de outra pessoa. Mais ou menos bonita que você.

Atenciosamente,
Equipe Facebook.

22 comentários:

  1. Bom, qualquer comentário que eu faça, só vou repetir o que eu já disse, mas... Bem sacana essa mensagem do Facebook (eu corri para simular um bloqueio só para ver a mensagem deles), e cheguei a uma conclusão: ou eu, você e os leitores surtamos e qualquer mensagem vira algo trágico, ou a "Equipe Facebook" queria, nas entrelinhas, dizer tudo isso que você escreveu nesse texto agora, quase como em um desafio: "Vai, bloqueia, mas eu dúvido que você vá esquecê-lo..."
    hahahaha
    Eles estão de brincadeira com a gente, não é possível...

    ResponderExcluir
  2. Acho que é um pouco dos dois, Cá. Somos trágicas e o Facebook tá de sacanagem com a gente.

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Gente, tou me divertindo muito com isso, juro!
    Vou simular um bloqueio no Facebook pra ver no que dá! (essa foi a única rede que onde ainda não bloqueei ninguém)

    ResponderExcluir
  4. Ah sim! Li o coment sobre a foto!
    "Ri litros" como dizem as minhas infames priminhas de 12 anos que acha que tudo que é ultrapassado "é muito 2001"

    A intenção ao colocar a minha foto foi essa mesmo... Ah, tava com ódio da vida, raiva do universo e emputecida com o trabalho (resumindo, TPM)... E minha foto de pose pra convite de formatura, que tava manjadíssima... mas prometo colocar uma foto menos temerosa... JURO!

    Diz ao seu amigo que ele num vai mais se assustar não, hahahaha
    =D

    ResponderExcluir
  5. Pena que não dá para bloquear na vida "real", né? Seria maravilhoso...

    ResponderExcluir
  6. uma vez ouvi uma simpatia.
    coloque o nome de uma pessoa que você quer que suma da sua vida dentro de um copinho com água e deixe colgelar no freezer.
    disseram que dá certo. some.

    ResponderExcluir
  7. Realmente.... bloquear nem sempre não é querer não ver a pessoa..

    Mas adorei o texto, pq se na vida gente conseguisse bloquear fora do virtual... seria bom também...

    bjs

    ResponderExcluir
  8. acho que fomos separadas na maternidade...

    ResponderExcluir
  9. acho que isso é um sinal para bloquear quem eu não preciso gastar meu tempo olhando! AHAHAHAHAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
  10. O pior é que excluir e bloquear no msn também não adianta... Nessas horas me vem à mente o filme "Brilho eterno de uma mente sem lembranças".

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Lendo os comments eu percebi uma coisa... Gente isso aí é real???? Eu não sabia... Não tenho facebook, sou meio lerda com essas comunidades digitais todas.. Bah... que coisa hein!
    mas que me deu vontade de rir, deu. E se for de verdade, deu mais ainda!
    haha
    Beijos e bom restinho de semana!
    diasvermelhos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. hahaha!
    essa equipe do facebook deveria se esforçar mais então....
    hehe.

    ResponderExcluir
  14. hehe...
    Ainda bem que a gente n pode bloquear uma pessoa da vida, né?! E se vc se arrepende depois?! :P

    ResponderExcluir
  15. o melhor!
    de todos! ever!
    merece um aperto de mao esse post

    ResponderExcluir
  16. Adorei Natália! Aliás sou super adepta a retomada dos estudos da lobotomia seletiva de lembranças, pessoas, bombons e de tudo que foi desagradável, deu errado ou engordou (Inclusive pra dieta da psicótica seria infalível). Esquecer das memórias sensitivas sensoriais gustativas de tudo que a gente ja comeu e gostou - ou não- Rá!

    ResponderExcluir

 
Designed by Thiago Gripp
Developed by Márcia Quintella
Photo by Biju Caldeira