natalia

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Guia da Mente Psicótica - Capítulo 4


4 - Como escrever um SMS pós-coito para uma psicótica

a) caso você goste dela:

Vamos ser abrangentes, ok? Essa categoria envolve desde um gostar de leve até gostar pra caramba, passando por aquele "gostandinho" ainda meio em cima do muro. Se você se importa com a psicótica com quem passou a última noite, deixe claro. Esse é um momento de transição. É tipo virada de século, quando sempre aparece uma porrada de profetas e videntes anunciando o fim dos tempos. Esse é o momento em que a psicótica aguarda a chegada de boas notícias (eu ia dizer bons fluidos mas, em vista do tema, achei que seria um pouco inapropriado). Então não enrole, nem pense demais no que vai fazer. Comunique o mais depressa possível que o mundo não vai acabar. Anuncie que tudo continua funcionando normalmente no dia seguinte. O comércio vai abrir, as escolas vão estar cheias de alunos, os correios vão receber e enviar correspondência. E a praça de alimentação estará aberta por tempo indeterminado.

b) caso você NÃO goste dela:

Paciência, né. Acontece. Mas, mesmo assim, é preciso deixar claro - sem ser grosseiro. Um "chegou em casa direitinho" mostra que você se preocupa com o bem-estar da moça e, ao mesmo tempo, não diz nada sobre o status da relação de vocês. Se ela for esperta, vai ligar o desconfiômetro. Mas, para não correr nenhum risco de ser mal interpretado, é melhor evitar diminutivos. Pode dar a impressão equivocada de que você está tentando ser fofo. "Chegou em casa direito" também não rola, né? Parece que você tá dando uma bronca na menina. "Chegou em casa bem?". É isso. Funcional e sem apelo afetivo. Tal como a noite anterior.

c) caso você tenha acabado de perceber que é gay:

Não diga isso pra ela em um SMS pós-coito, pelo amor de deus! Segura essa pombagira! Ligue para a sua melhor amiga e diga que só agora entendeu porque sempre fez questão de comprar sapatos com ela. Em seguida, ligue pro Raul da academia, caso ainda não esteja muito tarde. Afinal, você não vai querer assustar seu primeiro pretendente pós-saída do armário. Depois de se acalmar, mande uma mensagem para a moça dizendo "você é TU-DO". Acredite, ela vai sacar. No dia seguinte, deixe na portaria dela uma bolsa divina, réplica perfeita da nova it bag da Prada, aproveitando para perguntar se ela tem um irmão bofinho. Vai que, né?

15 comentários:

  1. Que texto ótimo! Isso significa que... tá triste de novo?

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, principalmente a parte final!

    ResponderExcluir
  3. Haahahahaa acho q mijei na calça.

    Sim, realmente o comércio vai abrir, agora virar gay pós coito êh deprimente pra ambos.

    ResponderExcluir
  4. Nossa!!! Como as coisas mudaram. Agora basta um SMS, até algum tempo atrás manter um diálogo pós-coito numa ligação telefônica era obrigatório. Bom sinal, pois SMS consegue ter o texto menor que o Twitter. :-D

    P.S. Muito bom seu texto.

    ResponderExcluir
  5. Pô, Nelson!
    A famosa ligação do dia seguinte ainda tá super valendo. Mas o SMS tem que ser no mesmo dia. Feedback imediato para acalmar os ânimos da moçoila psicótica.
    P.S.: Obrigada!

    ResponderExcluir
  6. e se vc perceber que o psicótico é vc? Que vc é que tá encanando com a ligação, e que na verdade ela pode nem ter gostado assim do ser "coito-ado"? E se depois disso tudo não for vc a perceber que é gay, mas ela sim descobrir que é lésbica? E se a psicose na verdade for de ambos? quem vai ligar primeiro? quem vai ser o mais desesperado? e se vc começar a esperar pra não parecer tão necessitado? e se...

    A verdade é uma só, para mim: a psicose está na mente de cada um de nós...que achamos que uma sms irá solucionar o problema!

    FANTÁSTICO SEU TEXTO!

    ResponderExcluir
  7. Esse negócio de contador do blog pra saber o IP já veiu no blog ou foi psicose sua?
    HAHAHAHA!
    Tava procurando na net e lá diz que temos que instalar algo no blog.
    Gostaria de saber se nesses blog da Google já vem 'acompanhado' e onde fica?

    =*

    ResponderExcluir
  8. sem palavras muito bom muito divertido !!!

    otimo texto !!!

    Isso significa que... tá triste de novo? [2]

    ResponderExcluir
  9. Pois é, Bruno. Na maioria das vezes o sms não quer dizer absolutamente nada. Pelo contrário, até atrapalha, porque pode parecer uma coisa que não é. Pro bem ou pro mal. Obrigada pelo elogio, fico feliz que tenha gostado.

    Camila, vai no sitemeter.com, foi lá que eu baixei o contador. Depois é só colar o link que eles dão no html do seu blog. Eles explicam direitinho lá no site.

    Olha só, temos um leitor Paranóico. Veio ao lugar certo, amigo. Só corre o risco de você sair daqui também Neurótico, Psicótico e com Complexo de Édipo. Nah, brincando.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Okeis...vou lá sim, =).
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  11. a pergunta é:
    antes do coito, o approach foi em telefonês?
    isso diz muito.

    Nao consigo escrever a palavra coito assim, como se fosse natural. coito, coito, coito. Tenho que trabalhar isso.
    Sera falta?

    ResponderExcluir
  12. "Chegou em casa bem?". É isso. Funcional e sem apelo afetivo. Tal como a noite anterior.

    Hahahaah Funcional e sem apelo afetivo tal como a noite anterior é OTIMO!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. eu serei OBRIGADA a mandar esse link pra um fulano aí...

    ResponderExcluir
  14. No meu caso ele me ligou. Eu estava dirigindo e aos prantos e não atendi, ai quando cheguei em casa tinha uma msg dele pedindo pra avisar quando eu chegasse. Enão é que a besta ligou...
    Mas o pior ainda foi 2 semanas depois que ele terminou, teve a coragem de mandar um SMS dizendo que sou a melhor PESSOA que existe. (Pasmem-se). Bom, essa eu ignorei, depois quando eu o encontrei ele perguntou pq não respondi a mensagem (alguém ai sabe onde vende SIMANCOL?). Minha resposta? Sinica! Perguntei se era pra mim mesmo, e ainda disse que tinha achado que ele mandou errado... Claro, ele ficou PUTO e disse que não é hipócrita... hahaha... Ninguém merece uma dessa né?!

    ResponderExcluir

 
Designed by Thiago Gripp
Developed by Márcia Quintella
Photo by Biju Caldeira