natalia

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Psicóticas Manipuladoras


- Sai comigo amanhã - ele propôs.
- Não - respondi, cínica.
- Por que não?
- Porque amanhã eu vou sair com outra pessoa.
- E daí? - ele rebateu.
- E daí que eu não acho ético sair com dois caras na mesma noite.
Ele riu.
- E depois, eu sempre acho que o segundo vai perceber que houve um primeiro. Instinto animal. Meu gato sempre sabia quando eu pegava em outros gatos.
- Seu gato?
- É. De estimação.
- Ah. Mas homem é burro - ele admitiu. Homem nunca acha que a mulher tá saindo com outro. Ele acha que a garota tá na dele.
- Ah, é?
Fiquei quieta por alguns instantes, assimilando aquela informação.
- Quer dizer que enquanto eu fico me remoendo por dentro, achando que o cara tá por aí pegando outras...
- ...Porque ele provavelmente está...
Interrompi o raciocínio só para lançar um olhar de desprezo.
- Enfim, - prossegui - enquanto eu fico toda insegura, ele tá lá tranquilão achando que eu tô sentadinha esperando ele me ligar?
- É por aí.
- Mas eu tô aqui pegando você!
- Mais ou menos, né? Agora você tá só falando - reclamou.
- É, é, shh. Deixa eu pensar. Quer dizer que tudo que eu fiz até hoje para deixar os homens com ciúmes foi completamente em vão? Todas as vezes que eu pedi para uma amiga ficar ligando vinte vezes pro meu celular só para eu fingir que estava falando com outro cara... tudo à toa?
- Provavelmente.
- Mas as minhas terapeutas sempre diziam: "Natalia, os homens também têm as inseguranças deles".
- É, mas isso tem mais a ver com o tamanho do pinto.
- Talvez você tenha uma auto-estima muito acima da média.
Ele sorriu, orgulhoso.
- Eu disse auto-estima acima da média, tá, não falei nada sobre o seu pinto!
Fui embora ainda desnorteada. Aquela conversa tirou uma das maiores armas que as mulheres pensam que têm: provocar ciúmes. Agora eu preciso encontrar uma nova forma de manipular os homens com quem eu saio. Uma que funcione, pelo menos. Alguma sugestão?

6 comentários:

  1. Siga sempre o que as cariocas dizem para as
    paulistas: "PEGA MAS NÃO APEGA"
    O resultado é bom.

    Ps.sempre entro como anonima
    pque não sei entrar de outro jeito.

    ResponderExcluir
  2. Eu sugeriria fazer cara de desapontada quando ver o pinto. Vai fazer ele se esforçar extra-hard pra te agradar.

    ResponderExcluir
  3. Larissa (larissacarvalhomarinho@gmail.com)19 de agosto de 2009 12:12

    qdo eu descobrir eu te digo amiga! se vc descobrir antes... conte tuuudo! por enquanto, continuarei fingindo ser uma pessoa requisitada e pensando q ele tá se rasgando de ciumes por isso! assim eu vou tentando acalmar meu coração e meu ego! hahaha

    ResponderExcluir
  4. acho que a do tamanho do pinto é melhor....mas finja que está medindo o mesmo.....aí ele vai ficar mais encucado ainda e termine dizendo... é só isso?

    ResponderExcluir
  5. ok... sei que faz quase 3 anos que vc escreveu isto... e talvez vc tenha encontrado a resposta... eu sei que não a encontrou (não me chame de gay maléfico), caso contrário teria escrito um livro de auto-ajuda... fui procurar a atriz que a interpretaria no futuro filme de seu bestseller e joguei no google: atriz/Hollywood/judia - resultado: Brittany Murphy (morta) e Elizabeth Taylor (morta)... enfim... manipular alguém é quando vc sabe o que ele é, seus desejos, frustrações e o melhor... seus medos!!! caso vc não queria parecer com a mãe dele ...
    Ou então como uma ex-amiga (sim, elas existem) fez: um grupo de homens elogiava uma garota na frente dela... ela simplesmente catou a garota na frente deles...
    Mas pq manipulá-los? Eles são tão ruins em seus limitados livres-arbítrios... imagine sem!!! Ou invertemos o jogo e encontremos um livre-docente-fudidão-crânio-super-desenvolvido em Freud e Jung bom de cama, não egocêntrico e que prefira mitologia africana.
    Caso seja impossível...vc assistiu "As Bruxas de Eastiwh"?

    ResponderExcluir
  6. sei lá... talvez a solução seja não manipular. fazer diferente, mudar o paradigma. ser absolutamente sincera, mas com humor, um toque de ironia (não dá pra ser irônico ou entender a ironia sem ser inteligente), um quê de sensualidade. já falei no humor? ser prática: abriu a boca só saiu "mó astral"? não entendeu sua piada? fez uma daquelas coisas que você acha irritantes/ nojentas/ ridículas/ preconceituosas/ machistas/ quem sabe assustadoras tipo-psicopata-de-plantão? sai fora! por que precisamos aceitar qualquer coisa, só porque estamos sós?
    sem manipulação, sendo psicóticas, neuróticas, porra-loucas, engraçadas, meio doidas, viajantes, filósofas, seres de fases, potenciais sacerdotisas da Grande Mãe, bruxas, sábias, amigas, ou seja, sendo mulheres - essa coisa que de tão misteriosa confunde a nós mesmas - pode ser que alguns fiquem e se tornem bons amigos, mesmo que não queiram te pegar ou mesmo já tendo pegado. pode ser que um resista até o fim e passe a admirar você tanto quanto você o admira. o futuro ninguém sabe, mas o presente pode ser bem divertido e satisfatório. zero drama.

    ResponderExcluir

 
Designed by Thiago Gripp
Developed by Márcia Quintella
Photo by Biju Caldeira