natalia

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O famoso MB ou O homem que não estava lá


Trabalho em duas redações de maioria masculina. O que significa que eu já ouvi todo tipo de piada sobre sexo, genitália e broxada. Nada mais me choca - ou pelo menos era o que eu achava, até ser contemplada com minha primeira meia bomba.
Pode parecer banal, mas a primeira meia bomba a gente nunca esquece. Eu estava habituada com o estilo "caixinha de surpresa", que você abre e pá: SURPRESA! Salta aquele palhação sorridente, todo empertigado.
Mas não. Pela primeira vez me deparei com algo, como diria Dilma Rousseff, tergiversado. Nada nada assertivo.
"Tudo bem, essas coisas acontecem", vocês podem pensar. Mas eu andei conversando com vários amigos homens e todos eles me garantiram que se o cara não bebeu e a mulher não for uma draga, no hay desculpa - hay que ser duro.
Bom, no meu caso, ninguém tinha bebido (ainda). E, apesar dos meus problemas de autoimagem, eu não me considero exatamente uma draga. Mas o cara tergiversou. Tergiversou feio. Como diriam os ingleses, the famous half bomb.
Se bem que o pior nem é o fato em si. O mais constrangedor é o que se faz a respeito disso. Quer dizer, vai falar o quê? "Tudo bem, essas coisas acontecem"? Clichezão. Até porque "essas coisas não acontecem droga nenhuma, qual é o seu problema, seu incompetente?"
Se a vida fosse uma série de tevê, eu daria dois tapinhas no ombro dele e cortaria para a próxima cena. Mas como a vida real é injusta e lenta, eu aceitei meu destino e liguei a televisão. Zapeei até parar no filme da noite: "O homem que não estava lá".
Nem nunca estará.

34 comentários:

  1. Nooooooooooossaa... que situação heeein!!
    É nessas horas que a frustração do não-ter-o-que-fazer bate na porta, né...
    Eu (ainda) não passei por essa situação... ufa... mas qdo acontecer acho que ficarei meio perdida também
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Dica: sempre ande com uma revista na bolsa.




    Ou um pacote de viagra.

    http://oblogdareclamacao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Já acon teceu isso comigo tb..Só que ele era virgem, 5 anos mais novo e tava super nervoso por comer uma mulher..Eu rii, não aguentei!
    Bju

    ResponderExcluir
  4. Com certeza melhor do que o texto em si foi a foto; não precisava nem escrever nada de tão bem escolhida, haha.

    ResponderExcluir
  5. Hum, já aconteceu comigo... Eu dei uma desculpa mais do que clichê, falei que tinha uma reunião bem cedo e que era melhor dormir cedo e etc. Gente, nessa situação meia-bomba não tem clima nem para ver filme junto.

    ResponderExcluir
  6. Problema de ereção ou ejaculação precoce?
    http://aaaaaaaaruth.blogspot.com/2010/10/bosta-medical-groups.html

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Curti a ideia do Frederico!
    Mas numa viagem, ter esse kit de sobrevivência pode complicar a vida da mulher, ao ter a bolsa inspecionada... rsrsrsrs
    Bem, eu não consigo ser tão sutil e dizer: Acontece...
    Acho que diria: "Bom, já que não vai comparecer, faz uma massagem nas minhas costas? Tou meio dolorida aqui, ó... Depois a gente resolve isso"

    ResponderExcluir
  8. Foda, héin? (ops!)

    Ainda não me encontrei nesta situação mas imagino o constrangimento. Principalmente para eles. Talvez alguns tiram de letra, mas outros talvez cortem seus pulsos toda vez que isso acontece.

    Só sei que espero não passar por isso tão cedo... quero continuar encontrando o "palhação sorridente" saltitando pra mim! :-)

    ResponderExcluir
  9. hahahaha
    Coitado, acontece sim, nas melhores famílias, e não só por causa da bebida.
    Mas que é constrangedor, isso é.

    ResponderExcluir
  10. VC SÓ PODE INVENTAR ESSAS COISAS...
    O FILME!
    TAVA MESMO PASSANDO ALGO TÃO ADEQUADO?
    hahahahaha.
    UM BJ

    ResponderExcluir
  11. Nossa, isso aconteceu mesmo???
    Espero que ele não tenha acesso ao seu blog.
    Não é incompetência. Eu nunca passei por essa situação, mas isso realmente acontece, pelas mais variadas razões...
    E descartar o cara como incompetente não é legal...
    O texto está muito bem escrito, mas o teor foi meio cruel.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Espero q isso nunca aconteça comigo, vou ficar complexada e achar q o problema sou eu...rs!!

    ResponderExcluir
  13. tente não ter uma crise de riso. dica já testada. evite, o máximo que puder.

    ResponderExcluir
  14. Bom, quando aconteceu comigo, era pra ser um one night stand. O cara vai na minha casa única e exclusivamente pra me comer e broxa?? Ficasse na casinha dele então né? Ah, meu bem. Dei risada. Ri mesmo. E mandei ele embora!

    ResponderExcluir
  15. Prezado Raul,

    Tente ser um pouco menos explícito, baby. Isso aqui não é a página de comentários do RedTube.

    E, definitivamente, não opine sobre o que você não sabe. ;)

    Sinta-se livre para recomeçar com um comentário mais elegante.

    Abs.

    ResponderExcluir
  16. "Tudo bem, essas coisas acontecem"
    Boa! Afinal, as pesquisas estão aí e não deixam mentir, portanto, AP, não se grile, você só faz parte das estatísticas... assim como eu! hahahaha ou seria huahuahua?

    Carla

    ResponderExcluir
  17. AP, isso sempre acontece por aí! Só não se ache baranga ok? O problema certamente era ele!
    A desculpinha da televisão.. Huuum.. Não foi uma das melhores desculpas ou indiretas diretas ''não me procure mais''.. A nossa saída clichê saíria melhor: ''Aai, estou com uma inchaqueca. Essa mudança de clima constante, acaba cmg!''

    Beijos e até o próximo post!

    ResponderExcluir
  18. Opa acho que errei! MICOOOOOOO
    enxaqueca!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  19. Raúl Meirelles Neto15 de outubro de 2010 20:21

    Acho que você mandou mal.

    Não deveria chegar para uma relação tão cheia das certezas e verdades. Isso é uma coisa que acontece.

    Poderia ser um quadro facilmente revertido.

    Fica a dica!

    Do seu fã,
    Raúl

    ResponderExcluir
  20. Caríssimo Raúl,

    Sua sorte (e esperteza) é que você assina como "meu fã".

    Mas você realmente não sabe do que tá falando. A não ser que você seja o cara do texto, o que seria muito estranho, já que ele não necessariamente existe.

    E, por fim, assine com seu nome verdadeiro, não com o nome de um jogador de futebol. ;)

    ResponderExcluir
  21. eu não sou seu público mas já que vim parar aqui por algum acaso... (tédio)

    eu já percebo que o raul dos comentários é o cara que te ama pois quase toda mulher tem um cara que a ama. mas uma pessoa tem desejos e desejos precisam ser satisfeitos. huh? há uma parcela da sociedade feminista que está bem ocupada em experimentar o sexo masculino como um verdadeiro laboratório. vocês fazem suas experiências e depois comentam umas com as outras o resultado.

    pois bem, imagine que eu sou seu experimento número 31, eu não tenho direito a sua sinceridade, não tenho direito as suas emoções afinal você precisa do distanciamento científico para testar o meu pênis. esta situação brochante realmente um dia vai se manifestar em meia bomba principalmente com o cara que realmente quer se conectar com você ou com o que for bem menina mesmo.

    moral da história: melhor parar com essa porra, largar o clube das dondocas e começar a amar.

    ResponderExcluir
  22. Tsc tsc, não deve ser por daguice, mas quando ele precisou de uma mãozinha, você chutou ele pra fora.
    Em vez de encarar como meia bomba, encara como meio caminho anddo.
    E vamo que vamo.

    ResponderExcluir
  23. Eu sou diabético, e por causa de alteraçōes na glicemia isso às vezes acontece... Não sou incompetente como vc disse e o caso pode ser um milhão de coisas! Homens também têm problemas, frustrações, etc... Tpm masculina e tal... Se o cara quiser ele compensa de outras formas (mão, lingua, etc, as possibilidades são infinitas) Se o cara não se esforçou talvez a culpa tenha sido sua sim! Tente ser mais compreensiva da próxima vez!

    ResponderExcluir
  24. Aloooowww galera!!!!
    Este é um blog de entretenimento e de crônicas não necessariamente verdadeiras!
    Homens do meu Brasil, parem de ficar sentidos por um texto, e apenas vejam um pouco de humor... Desculpem-nos, pois nosso humor é assim mesmo, ácido...
    Mas confesso que esses testemunhos daqui realmente tão deixando o texto ainda mais humorado.
    As mídias vivem fazendo piadas sobre humer, redicularizando-as, e por mais que façamos tipinho, ainda rimos de quase tudo.
    Depois reclamam que mulher não tem senso de humor.

    ResponderExcluir
  25. Concordo total com vc, Magali.
    Anônimo, numa boa, se o hipotético cara era diabético, foi vacilo dele não se medicar antes pra bombar e não largar a (meia)bomba na mão da AP!!!

    Carla

    ResponderExcluir
  26. Ok, pessoas, preciso muitissimo consertar meu último comentário, que por um surto gigante de dislexia, acabei escrevendo "humer" no lugar de "mulher"...
    Credo, me assustei quando reli, não sei como ninguém me crucificou, hahahahaha

    ResponderExcluir
  27. ". Mas como a vida real é injusta e lenta..."
    FATO !

    ResponderExcluir
  28. bem as vezes o cara fica tao empolgado que se desconcentra,mas realmente e algo que n tem palavras,mas sinceramente a sua presença deve intimidar qualquer um,afinal vc deve ser exigente.Adoro vc,pena que não mora em Belem.

    ResponderExcluir
  29. O importante é sair dessa situação com a cabeça erguida. (Não creio que ninguém lembrou dessa...)

    ResponderExcluir
  30. Aaah. . Nada q uma mao boba nao resolva ueh. .
    Meninas nao e' so homem q tem nao.
    Ser safatinha rsrs na hora faz o palhacao relaxar, descontrair. . E assim vai. .

    #ficaadica

    ps: perdao pelo portugues. To no cel e nao sei usar esse bixo ainda direito.

    ResponderExcluir

 
Designed by Thiago Gripp
Developed by Márcia Quintella
Photo by Biju Caldeira