natalia

sexta-feira, 3 de julho de 2009

A Revanche dos Magos


Depois de escrever profusamente sobre a Sindrome de Mestre dos Magos, acho que a informação chegou ao Ministério da Magia em Hogwarts e providências já foram tomadas no sentido de coagir esta psicótica que vos fala.
Estava aqui andando pelas ruas de Paraty, no clima “eu coração livros”, longe dos magos, bruxos e feiticeiros que costumam circundar minha vida afetiva (sempre operando naquele velho esquema de aparecer e desaparecer), quando me deparei com o improvável: um homem estátua vestido de Merlin, no alto de um praticável, quase na esquina da minha pousada.
Inacreditável. Em uma feira literária, numa rua de pedras... E no meio do caminho tinha um mago gigante!
Já estava lá mesmo, então paguei para ver. Coloquei algum dinheiro numa urna ao lado do homem estátua e esperei que ele se mexesse. Então o mago me chamou para perto, pôs a mão no bolso, tirou duas pedrinhas e uma pequena tira de papel, como aquelas dos biscoitos da sorte e, delicadamente, depositou-as em minha mão.
Depois de uma semana trabalhando para não pensar naqueles que sofrem da terrivel SMM (Síndrome de Mestre dos Magos, favor não confundir com S&M) e repetir para mim mesma que preciso de alguém que se faça presente, eis que abro o bilhete:
Não espere resultados, mas continue investindo. Não é o momento de procurar segurança e definições. É hora de arriscar-se o quanto sua natureza lhe permitir. Siga em frente.
Em seguida, o mago gigante deu-me uma psicadela de olho. Safado sem vergonha. Maldito. E tornou a congelar.

4 comentários:

 
Designed by Thiago Gripp
Developed by Márcia Quintella
Photo by Biju Caldeira