natalia

segunda-feira, 26 de março de 2012

One is the loneliest number


Eu sei que deveria ser mais grata por tudo que a vida tem me dado, mas quer saber? A vida é uma cadela manca e raivosa. E se eu consegui alguma coisa até hoje foi porque tive que brigar muito pra tirar o naco de carne dos dentes dela.
Eu não estou feliz. Mentira. Não estar parte do pressuposto de que algum dia eu já estive. E nunca houve esse dia. Pelo menos não um dia inteiro. Talvez algumas poucas horas. Mas como vocês já sabem, a vida é uma cadela.
Amanhã eu faço vinte e sete anos, estou atulhada de trabalho até o pescoço e sem absolutamente nenhuma vontade de comemorar. O que eu realmente queria fazer amanhã? Me teletransportar para um lugar bem longe, onde as pessoas saem na rua usando chapéu. Sem ser o México, tá? Eu ficaria ridícula de sombrero. Ou qualquer lugar sob o domínio do Taliban. Eles não têm muito senso estético para o design de chapéus. Vamos nos restringir aos países da Europa. A parte cinematográfica e chique da Europa.
Eu iria a Paris agora, não fosse pelo pequeno inconveniente de ter cinco projetos em andamento. Eu tenho cinco malditos projetos em andamento e nenhum convite para sair no fim de semana. Cinco raios de projetos em andamento e nenhum homem na minha cama.
Não me levem a mal, eu sei que minha cama é super frequentável. Eu sou super frequentável. O problema é esse resquício de crença que eu tenho nessa porcaria de - eu não acredito que vou dizer isso - amor. É um saco ter que admitir, mas eu espero encontrar alguém.
E quem é alguém? Alguém é uma entidade mitológica, que costuma aparecer algumas - poucas - vezes na vida de cada ser humano. Alguém pode estar em qualquer lugar, onde você menos imagina, inclusive aí do seu lado. Mas não adianta procurar muito, porque reza a lenda que alguém só aparece quando você menos espera. As histórias são muitas. Ouvi dizer que se você gritar "alguém" três vezes na frente do espelho, ele aparece e se casa com a sua melhor amiga.
Mas mesmo sabendo que essa pessoa mitológica não existe, eu me recuso a desapegar do conceito. Porque, apesar daquilo que eu finjo ser na maior parte do tempo, apesar do discurso cínico que eu costumo dar sobre a impossibilidade dos relacionamentos, eu continuo com os dedos cruzados, torcendo pelo dia em que alguém vai aparecer e me provar que eu estava errada.
Amanhã eu faço vinte e sete anos e tenho cinco projetos em andamento. São bons números, eu deveria querer comemorar. Mas a vida é uma cadela. E eu não estou feliz. Porque quando eu fecho os olhos e imagino o futuro, eu vejo a França, vejo chapéus, vejo projetos em andamento e quem sabe algumas horas felizes. Mas também vejo um número solitário que irá me acompanhar ao longo dos fins de semana, da mesa do restaurante até a minha cama.
Paciência. Talvez alguém seja ocupado demais para aparecer na vida de todos.

155 comentários:

  1. Cinco projetos em andamento parece declaração de ex-BBB ao TV Fama.

    ResponderExcluir
  2. ...das escolhas, as suas.

    ResponderExcluir
  3. Adorei!!! Quero o meu um também. Que não seja o mesmo que o seu. Feliz aniversario e força na peruca.

    ResponderExcluir
  4. Amo amo seu blog, se vinher conhecer Porto Velho, com certeza ganhara um convite para um jantar (;

    ResponderExcluir
  5. Amo amo seu blog, se vinher conhecer Porto Velho, com certeza ganhara um convite para um jantar (;

    ResponderExcluir
  6. Part 01 >> O foda d se querer mto alguem, msm q ainda nao se saiba quem (ou saiba talvez) eh q quando vc encontra o primeiro alguem q t diz aquelas palavrinhas magicas vc acha q en controu seu principe encantado, mas nao, vc achou um sapo. Tenho 24 anos, uma filha de 3, um emprego q me dxa louca as vezes e um alguem q me dxa mais louca ainda (um marido). Então ai vai um conselho... Divirta-se, faça oq vc gosta d fazer e oq te faz sentir bem, aproveite cada minutinho por poucos q sejam em um dia quando vc está feliz, seja irresponsavel as vezes, fuja um pouquinhos dos seus projetos e se dê o direito d ser feliz, se entregue ao momento e esqueça se vc vai acordar cedo no dia seguinte, antes d querer amar e ser amada por alguem, se apaixone, primeiro por vc e dpois por todas as coisas boas q a vida tem a oferecer. A paixão eh facinte, eu descobri q viver sem ela faz da vida um saco!

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito do seu Blog, se vier conhecer Porto Alegre, com certeza ganharás outro convite para um outro jantar.

    ResponderExcluir
  8. Labelle anjinha_correa@hotmail.com26 de março de 2012 03:59

    Part 02 >> Essa ancia d querermos achar um alguem as vezes nos faz encontrar o alguem errado, como eu q encontrei alguem q alem d ser um completo idiota descobri ser um completo insensivel. A vida lhe reserva um lindo principe q nao vai virar sapo, pode acreditar. Vc nao esta sozinha tem mta gente q torce por vc e te tem como uma amiga por se identificar com seus textos, msm a distancia e no anonimato. Adoro seus textos pois passa mta sinceridade entao quando quiser escapar um pouco d seus projetos e sair para tomar uma cerveja (nem sei c vc bebe), falar besteiras, rir das nossas psicoses (tenho varias tb) e passear em algum lugar menos distante do q paris(os ETs nao ligam para chapeus), moro em Varginha MG, vou adorar ser sua amiga. FELIZ ANIVERSÁRIO Adorável Psicótica!!

    ResponderExcluir
  9. Como sempre, um pedacinho da minha vida transposto com precisão, humor e um toque de "self-indulgence". Identifico-me, e por isso, creio, não estou feliz, mesmo que pessoas como eu estejam aí mundo afora, no spotlight que eu também tento conquistar :)

    ResponderExcluir
  10. Mas peraí, eu também estou procurando ALGUÉM! Como assim? Esse alguém é meu. Pode parar de procurar por favor?! Ou, caso encontrar passar pra ele meu contato? kkk... Amei o texto! Td mundo se identifica! Feliz Aniversário!!!

    ResponderExcluir
  11. Natalia, parabéns pelos vinte e sete anos e pelos cinco projetos e pelo nenhum Alguém. É motivo para se comemorar estar bem sucedida profissionalmente, com tantas pessoas que te admiram e isso tudo, na flor da mocidade. Eu também espero por alguém especial e sei que ele virá... um dia. Pode ser que só apareça depois de me casar três vezes com os caras errados. Pode ser que eu só o encontre aos oitenta anos. Mas sei que ele aparecerá e isso me deixa mais tranquila para tocar o meu principal projeto adiante: meu filho.
    Beijos! E parabéns pelo texto! Foi o melhor desse ano até agora, na minha modesta opinião.

    ResponderExcluir
  12. Natalia Klein solteira e sem convite pra sair no fim-de-semana é a maior prova de que não existe homem que se preze no Rio de Janeiro!
    Não é por nada não, mas se eu morasse no Rio já teria levado vários foras de você, Natalia...tipo, vários!

    ResponderExcluir
  13. ah natalia, quanto eu ja procurei por alguem! se vc achá-lo passa meu contato pro irmao dele por favor? parabens por tudo, pelos seus 5 projetos em andamento, por ter o melhor blog q eu ja li e pelos seus 27 anos amanha! te admiro mto! bjos Marina

    ResponderExcluir
  14. tu já experimentou pedir para tua melhor amiga griar alguém na frente do espelho 3 vezes?

    bjos

    ResponderExcluir
  15. Parabéns Natália...
    Que aumente um pouco os momentos de felicidades no seu dia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Incrível como me identifico com seus textos! Mas esse alguém pode ser teu namorado e msm assim não estar ao seu lado! Estou com 33 anos e me apaixonei por um garoto de vinte q não pode estar comigo por ciúmes que sua irmã que é muito amiga de um grande amigo dele e meu ex (rsrsrss) e um ex dele que é um doente e infeliz! O pior é qnd vc encontra esse alguém e ele vem com um monte de problemas!!! Aff... Espero momentos de felicidades pra nós dois!!!

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Natália, vc é tão adoravelmente psicótica que eu só espero uma coisa, que vc não mude !

    ResponderExcluir
  19. te entendo, e olha.. a frança não salva, pois estou aqui morando nela e sinto o mesmo.

    ResponderExcluir
  20. Se vc, toda linda, trabalhada nessa psicose, com 5 projetos em andamento está sem esperança de encontrar alguém, imagina reles mortais como eu?

    ResponderExcluir
  21. Ele aparece sim, sou prova disso! E olha que eu já estava completamente sem perspectivas. No meu caso, ele já tinha aparecido há alguns anos, eu que não conseguia enxergar.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. O texto está fantástico! O problema, é que eu me identifico completamente com ele, com uma única diferença: meus 27 só vem em maio...

    ResponderExcluir
  24. Feliz Niver Natália :)
    E aproveite cada raro momento de felicidade como se fosse o bom vinho que melhora enquanto o tempo passa.

    ResponderExcluir
  25. Nati,
    Antes de tudo, quero te dizer que sou tua fã e que me identifico muito com as coisas que tu escreve aqui. O fato de eu não te conhecer pessoalmente, e o de você nem saber que eu existo, não significa nada. Sei que, de certa forma, estamos ligadas pelas pelas nossas loucuras, nossas psicoses. Quero também te dizer que não tem problema em ser só. Being the number one it's not so bad, after all. Sei que é difícil de acreditar, e mais difícil ainda de aceitar, mas é verdade. A gente nasce só e morre só, e tudo o que a gente leva dessa vida são as coisas SIMPLES. Um sorriso, um abraço, uma palavra de carinho. E isso não precisa vir, necessariamente, de um homem. As vezes vem de quem a gente menos espera. Sei que um dia tu vai perceber que ser só não é tão ruim assim. E que tem muita coisa mais importante nessa vida do que viver um amor, e tanta coisa mais importante do que ficar reclamando e culpando a vida por não ter um, ou ter perdido um. Eu sei que é um saco quando dizem pra gente que a gente tem que ter mais calma, ou que as coisas acontecem naturalmente..."Esperança... Esperan... Esperar cansa", eu sei. Eu, com meus poucos 19 anos de vida, sei bem o que é isso. É difícil de aceitar a verdade, mas a gente, aos poucos, aprende a aceitar. Sugiro que você pare um pouco de culpar a vida. As coisas são exatamente como tem que ser. E talvez tu não entenda, nem faça sentido agora, mas algum dia tu vai entender. Sofrimento só faz a gente crescer, só nos torna mais fortes. Para de se maltratar, tas com medo de ser feliz de verdade, ou o que? A vida é linda e tá aí pra ser vivida. AMOR não é só de namorado. E tem tanta gente por aí que também precisa receber teu amor. Gente que merece de verdade, não essas falácias por aí. E tenho certeza que, algum dia, não importa quando, um cara legal vai aparecer na tua vida. E vai fazer tudo ter sentido. Mas, por favor, não espere ele aparecer pra ser feliz, ou melhor: "não espere ser feliz pra ficar feliz." Porque se, por acaso, ele não aparecer, não tem problema. Seja completa e compreenda que a vida vai muito além disso tudo! Não tenha pedo de ser feliz, por favor. Você é uma pessoa linda, por dentro e por fora. E pro inferno os homens que não compreendem sua loucura (que eu tenho que dizer: é bastante poética).
    Enfim, feliz aniversário, te desejo toda felicidade do mundo. Que tu consiga se aceitar do jeito que tu é. Sem sofrimento. Lembra que a felicidade está nas coisas simples (note que eu disse COISAS, não PESSOAS). Um beijo no coração!

    ResponderExcluir
  26. Quanto mais números somados à idade, mais responsabilidades, ou projetos - como no teu caso. Estar feliz é relativo. Estar triste é relativo. Pois são detalhes que podem mudar esse 'pseudo status' que insistimos em fixar. Fique em casa, compre um chapéu, peça uma janta especial de aniversário - prove algo novo, ou o que não saboreia ha tempos -, ou não peça nada. Escute músicas parisienses. Durma o tempo inteiro. Faça o que estiver com vontade no agora. Porque daqui a pouco pode mudar. Tudo muda. Assim como o 'alguém' pode te convidar para um jantar, no dia do teu aniversário. ... Por que não?

    ResponderExcluir
  27. Ai, ai, Natália. O seu problema é fazer questão que todos saibamos que sua cama é um ponto turístico muito visitado. Tenho uma amiga que sofria esse tipo de crise ("Oh! será que eu não nasci pra amar?") Mas, acredite se quiser, ela deixou de se fazer esse tipo de questionamento e resolveu esquecer essas coisas (o amor), quando de repente, depois de algum tempo, ela se deu conta que fazia as perguntas erradas a si. Finalamente conseguiu achar a tampa da panela dela. Tá que um cara super-mundo-da-lua, mas deu certo com ela. A chave é você se interessar por alguém com a mesma doença que você(hahaha). Feliz aniversário! Eu gosto de estar por aqui porque é sempre bom saber que existe alguém com tantos problemas\desconfianças\inseguranças quanto eu.

    ResponderExcluir
  28. Confio no seu dito narcisismo pra passar pela "idade do rock" intacta, ok?
    Dito isso, quer sair no final de semana? :P Afinal, como disse Lady Antebellum, two is better than one, no restaurante, no fim de semana, na cama...

    ResponderExcluir
  29. Eu sou tua fã, não sei nem como comentar o teu texto. Na verdade, eu to com esse mesmo pensamento há... deixa eu ver, 18 anos. Mas não to aqui pra discorrer sobre o assunto, até porque tu já escreveu tudo que havia de ser escrito sobre isso. Muito bom. Eu te adoro muito mesmo sem te conhecer bem, porque mesmo por meio dos teus textos, eu nunca vou saber exatamente como tu é. Ainda assim, eu gosto muito de ti. Continua arrasando, tá? <3

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Natalia,lendo esse texto eu pensei no seu post "se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava.. com pedrinhas de brilhante para o meu passar..", e gostei muito dessa sua versão, muito significativa. E o post de hj me passou uma sensação de que há um desejo (nao que já nao houvesse) de ter um amor na sua rua,e de que é bom sim ter um alguém, fazer uma corte...e que isso nao significa que vc irá ficar tampada por um chapéu.. será você do mesmo jeito, essa última é mto minha opiniao.. (tenho mtos problemas em conseguir fazer isso)... e acho que isso é um começo para que um amor permaneça!!:) um dia muito gostoso para vc amanhã!! E você me proporcionou o começo de um projeto ;) Beijos

    ResponderExcluir
  32. Gata, você não está sozinha neste mundo brincalhão, que insiste em brincar de esconde-esconde, mesmo quando já deixamos claro que estamos cansadas e com vontade de brincar de pega-pega!

    ResponderExcluir
  33. Vinte e sete? AInda tem muito pela frente
    (clichê do clichê),
    dureza será encarar o retorno de saturno
    aos vinte e nove.

    ResponderExcluir
  34. Olha, o cara de Porto Velho ali em cima tá bastante determinado a ser seu alguém. Vai que... né?

    Parabéns antecipado!

    ResponderExcluir
  35. Natalia,lendo esse texto eu pensei no seu post "se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava.. com pedrinhas de brilhante para o meu passar..", e gostei muito dessa sua versão, muito significativa. E o post de hj me passou uma sensação de que há um desejo maior (nao que já nao houvesse) em ter um amor na sua rua,de fazer a corte...é claro que não depende só disso, mas acho que ajuda para que um alguém entre e permaneça na sua rua!Estando ou não você de chapéu: )E um bom dia para vc amanhã!! Beijos

    ResponderExcluir
  36. Uma hora a maré vira pra todo mundo! :)

    ResponderExcluir
  37. "life's a bitch" indeed!

    E no fim, todos querem a mesma coisa... "pra chamar de meu"

    Natália, já ouviu falar no "retorno de saturno" ? acho q poderia ser um tema ou fonte de inspiração legal pra algum texto.

    ResponderExcluir
  38. Vamos cruzar os dedos juntos! +1 mensagem de apoio na sua lista de diagnósticos. n___n

    ResponderExcluir
  39. Natália, parabéns pelos 27 anos. Desejo que 'ALGUÉM' apareça pra te abraçar nesse dia, e que fique pra sempre (ou por muito tempo!) tanto na tua cama, quanto na tua vida.
    Preciso dizer que me tornei tua fã. Frequento teu blog há pouco tempo, mas todo dia, e me identifico DEMAIS com tudo que tu escreve. Já passei pelos 27, estou nos 28 e me aproximo a cada dia dos 29, mas com exatamente as mesmas angustias tuas. Também tenho pânico quando entro no avião, também tento descobrir onde se escondem os caras legais dessa cidade (aliás, sempre pensei que só passo fundo sofresse com isso !!) e também, apesar de negar fervorosamente, com corpo, alma e coração, eu ainda espero que esse tal 'ALGUÉM' apareça na minha vida. Enfim, sigo acreditando nesse ser misterioso, e sigo acompanhando teu blog, que tem os melhores textos que já li. Parabéns !!
    E sucesso por mais 27, 28, 30, 50 anos !!

    ResponderExcluir
  40. Natalia, fico impressionada como eu me identifico com seus pensamentos, seus textos, suas histórias. Não vou te dar nenhum conselho clichê pq eu odeio qnd fazem isso comigo. Embora acompanhe seu blog desde sempre, só hj resolvi escrever um comentário. Acho que essa história de pré-aniversário mexeu cmg (sempre tenho crise antes do aniversário) hehehheh
    Só queria te dizer que existe essa psicótica aqui que vc ajuda muito com seus textos, seja por me fazer rir ou simplesmente por me fazer entender que existe outra mulher um pouco como eu (atolada de trabalho, cheia de histórias bizarras, independente e que no fundo queria um alguém).
    Feliz Aniversário, continue sendo essa pessoa brilhante (o foda é que as vezes brilho de mais cega né? dai essa machaiada tonta não enxerga o que tem na frente!). Que o próximo ano d vida venha recheado de paz, saúde, amor e sexo!
    Quanto a felicidade? Acho que é um conceito muito abstrato pra gnt viver correndo atrás. Não existe ng 100% feliz, temos momentos, uns mais, outros menos.
    Bjs psicótica!

    ResponderExcluir
  41. Ah, Natalia, foi, apenas, o inferno astral azedando os seus planos de Paris e chapéus... passou! (?)
    Espero que, nesse 27 dos seus 27, haja muitos risos.

    Hein, você conhece o Odair José? (rs) "Felicidade não existe. O que existe, na vida, são momentos felizes".

    Enfim, desejo-lhe momentos bem felizes, estando acompanhada ou não, até como retribuição pelos meus pequenos momentos de felicidade/riso ao ler seus textos e ao ver os episódios da série.

    ResponderExcluir
  42. Uma das pessoas mais lindas, inteligentes e talentosas de que se tem notícia chegar aos 27 anos sem ter namorado é a prova de que a humanidade está perdida. Ou de que a psicose dela atingiu níveis preocupantes de impossibilidade amorosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A humanidade está perdida.

      Mas não se preocupe com isso, Natália, se você ainda tem humor.
      E feliz Aniversário!

      ps: Acho que na Dinamarca as pessoas usam mais chapéu do que na França. Mas lá é mais frio...

      Excluir
  43. Nesse caso, parabéns pra nós. Você não é a única a fazer aniversário hoje E ter uma cama vazia.

    E que, um dia, um vire dois. Um dia assim... logo!

    ResponderExcluir
  44. Olá... está rolando sorteio de uma clutch feita por mim no meu blog, depois passa lá e confere.
    :D

    ResponderExcluir
  45. Felicidades psicotica.
    Tenta ajuda com um desses caras que prometem trazer a pessoa amada em tres dias.
    Espero que pelo menos um desses cinco projetos seja sair pelada em alguma revista.

    ResponderExcluir
  46. Natália,

    Vc se preocupa d+ em ter alguem. Para com isso amiga!
    Ninguém é feliz 24h por dia e vc tbm não vai ser. Acho que o seu problema é se "achar" d+. VC acha que não pode ser infeliz, e nem pode ser solteira. Puro narcisismo, como vc mesma disse em outro post... Pare de ter essas preocupações, vc é mais que isso.

    Feliz aniversário adiantado!

    ResponderExcluir
  47. Ahh...não fique triste assim não!! Como vc disse...no momento menos esperado vai aparecer!! Vc vai ver!! Vc é estupidadmente inteligente...e para encontrar alguém à sua altura, é complicado neh!! Um beijao...te dei os parabéns no Twitter.

    ResponderExcluir
  48. Me identifiquei tanto que até doeu.
    Talvez, para alguns, exista o alguém e para outros..o ninguém...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, chegou a rolar uma lágrima. Tenho 31 anos e já estou tão cansada dos caras errados. Talvez para mim seja ninguém.

      Excluir
  49. Me identifiquei tanto que até doeu.
    Talvez, para alguns, exista o alguém e para outros..o ninguém...

    ResponderExcluir
  50. Escrevi algo meio no estilo no meu blog.. http://sueellencruz.blogspot.com.br/2012/02/eu-quis-evitar-resistir.html

    ResponderExcluir
  51. Ninguem fica feliz antes do aniversário e depois também não!! Para com isto; deixa de coisa que depois que os teus projetos se realizarem vais pra
    Paris e vais ver que elas nem o cabelo lavam direito elas tem um problema com os cabelos!! a roupa linda a maquiagem também e os cabelos gente o que e aquilo? ate parece que eu fui muitas vezes pra Paris .......

    ResponderExcluir
  52. O problema do sucesso profissional e o raio da vida pessoal que geralmente nunca tá um 'sucesso'.

    Segui o conselho que um chefe me deu, quando eu tinha os meus 25 anos: Ocupe seu tempo com os trouxas, não se apegue muito a eles. Vá de trouxa em trouxa, que um deles não vai ser tão trouxa.

    Gastei um bom tempo com os trouxas. Diria até que tenho o dedo podre. Mas dai quando fiz trinta resolvi achar o trouxa ideal. Encontrei, moramos juntos, mas já acabou.

    Então, não fique triste porque ninguém te chamou pra sair, eles são só uns trouxas.

    Saia com os amigos, divirta-se!!

    ResponderExcluir
  53. Sei que meu parabéns não vai valer de muito, mas mesmo assim te desejo um feliz aniversário!
    Também faço aniversário, na próxima quarta, e me sinto exatamente como você ... De qualquer forma, tudo de bom Natália, admiro muito você e seu trabalho !

    ResponderExcluir
  54. Adorável Psicótica!!!

    Super me indentifiquei com o texto... Acabei de fazer 27 e (apesar de mentir pra mim mesmo) não estou feliz. Tenho, disfarçadamente, a mesma idéia fixa que você, encontrar esse alguém. Tanta gente encontra né? eu particularmente nunca passei por nada parecido, mas espero que um dia chegue a nossa vez.
    Enfim, boa sorte nessa procura e feliz aniversário!!!

    ResponderExcluir
  55. FELICIDADE REALISTA
    (por Mario Quintana)

    “A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.

    Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.

    Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.

    E quanto ao amor? Ah, o amor.. não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito. É o que dá ver tanta televisão.

    Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.

    Ter um parceiro constante, pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando
    se trata de amor-próprio.

    Dinheiro é uma benção.
    Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo.
    Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado.
    E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.

    Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável.
    Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.

    Olhe para o relógio: hora de acordar. É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade.

    Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.

    Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça de que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade... “

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laila, o texto é bonito, e é usualmente atribuído ao Mário Quintana. É outro clássico da internet e que, para um leitor mais atento, se denuncia no linguajar contemporâneo demais para Quintana (Nascido em 1906, falecido em 1994). Na verdade o texto é da escritora Martha Medeiros e foi originalmente publicado no site Almas Gêmeas, em 08 de janeiro de 2001
      Segundo: http://lampert.com.br/autordesconhecido/?p=22

      Excluir
  56. Se eu não fosse um gay super bem resolvido, seria sua alma gêmea. #FATO

    ResponderExcluir
  57. Você pode ir para qualquer lugar que der vontade, fazer o que gosta ou até achar esse alguém especial que, ainda sim, pode não resolver. A eterna busca por algo que nos sacia é porque há um vazio dentro de nós. Enquanto ele não é preenchido, nada lhe contenta, só algumas "alternativas" oferecem essa sensação, mas ela é passageira. Nunca fui feliz até conhecer quem realmente é Jesus. Sei que isso parece conversa daquele povo que quer converter todo mundo, mas não dá para ver como as pessoas estão e não falar nada. O coração tem um buraco do tamanho do Espírito Santo. Não importa a dificuldade, quando se tem um coração não mais vazio, a sensação de paz é eterna, afinal, sentimos a necessidade de sermos felizes porque de fato fomos feitos para assim sermos.

    ResponderExcluir
  58. 27 não é aquela idade maldita em que muitos artistas de rock partem dessa pra melhor. Winehouse, Cobain, Joplin, etc.
    Se te faz sentir melhor eu te convido pra um jantar no fim de semana. Mas precisa ser 'alguém', né? Como faz pra saber se eu sou 'alguém'? ;)

    ResponderExcluir
  59. Natália, quer sair comigo no fim de semana? que horas eu te "pego"?

    ResponderExcluir
  60. Querida Natália, eu e meu namorado somos seus fãs e já assistimos algumas vezes a todos os vídeos da série Adorável Psicose e também Macho Man. Também gosto de leu seu blog. Alguns amigos meus também te conhecem e gostam muito do seu programa "psicótico".
    Sobre suas questões amorosas, sobre "encontrar alguém" "que dê amor", como já cantava Jota Quest, opinarei agora. Eu fico com muita pena quando vejo o programa e leio o blog e percebo o quanto você é infeliz por não ser amada. É sério.
    Já até comentei aqui sobre sua vida amorosa, sobre se amar e não criar expectativas, mas vou comentar novamente o que eu acho.
    Afinal, você dá liberdade à gente para isso, ao abrir seu coração e sua vida aqui e na TV. Enfim, minha opinião é que é muito difícil "encontrar alguém", mas continue tentando, porque a vida sem amor é muito dura. Não perca tempo sofrendo por pessoas que não te amam. Procure amar alguém. Primeiramente, ame seus amigos, familiares, animais, se ame. Trata com gentileza o estranho na rua, o seu vizinho, seus colegas de trabalho. Desenvolva dentro de você esse amor, até ele amadurecer e transbordar. Você ficará como uma luz que chama pessoas para si e atrairá muita gente. Dessas pessoas, poderá se interessar por alguma. Mas, lembre-se, tudo acontece naturalmente e não adianta forçar.
    Não se preocupe com os seus 27 anos. Eu só fui amar aos 37. E encontrei meu namorado na porta do banheiro de um shopping. Ele era um ex-colega de curso de teatro.
    Não se contente com relacionamentos sem amor.
    Um grande beijo,

    ResponderExcluir
  61. Oi Natalia, sabe que vc lembra a mim em um passado proximo e tb um pouco no meu presente. O importante é estar no game e manter a auto estima, as vezes colocamos o ponto crucial que é ter alguem a frente do que realmente importa nessa vida, hj sou recem separada e com filho e sei exatamente onde foi que eu errei a mão. Bom te escrevo pois tenho uma colega de trabalho que é pirada por um médico, e olha só acabei de voltar do PS da Ortopedia pq bati o dedão no degrau da calçada ( olha que mico) pensei em uma alternativa as vezes estamos nos locais errados o que vc acha ? constatei que na Ortopedia tinham 2 beeeem bacanas que valeria uma segunda consulta. Vc tem convenio? um grande beijo Carol

    ResponderExcluir
  62. Parabens! E que tenhas sempre a mente borbulhante para nos presentear. Beijos.

    ResponderExcluir
  63. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  64. não fique assim Natália, tudo muda as coisas melhoram o mundo gira e o alguém chega, mas tente ver o lado bom das coisas enquanto esse "alguém" não vem você não está sozinha tem a todos nós seus fiéis fãs q te amamos e te achamos super especial! apesar de não querer te ver triste, sua tristeza e certa decepção com o mundo aumentam sua inspiração e seus textos ficam espetaculares! Parabéns por tudo! e super parabéns (atrasados) pelo seu niver.
    bjs!

    ResponderExcluir
  65. Querem saber de um segredo do universo?
    Voces mulheres só vão encontrar "alguém" quando se ligarem que o principe encantado também faz cocô e solta gases.
    Parem de reclamar e sejam felizes com o que tem ou com o que não tem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahhahah Concordo também que Príncipe Encantado não existe!!!

      Excluir
    2. Concordo, mas descordo! Vocês tem prazer em estragar nossas crenças? Príncipes soltam peidos, mas gases...(?)

      Excluir
  66. Tbm acho q a vida é uma cadela manca e raivosa...Adoro seu cantinho seguro! Mtu bom mesmo

    ResponderExcluir
  67. Natália eu adooro seus personagens.. sempre vi td.. Adorável psicose, macho man.. E todos os dias quando vou almoçar e vejo aquele povo atoa lembro da cena:
    -Vão trabalhar seeus vagaabundoos!
    Você é demais.. Parabéééns e saiba q vc pode não ter encontrado o amor de um homem.. mas já tem os dos seus fãs... Carol.

    ResponderExcluir
  68. Droga, mais uma vez eu não consegui ser o primeiro a postar um comentario... Enfim, um dia eu consigo ( oops! Lembrei que so idiotas terminam frases com enfim). Well, eu axo que todos nós estamos atras desse alguem, e creio eu, que esse alguem pode estar ao seu lado, ser seu vizinho, o cara da padaria... Qualquer um, so precisamos ter um olhar menos critico. Não fica esperando pelo principe encantado, ele não existe. Melhor mesmo é o lobo mal, que te olha melhor, te ouve melhor e ainda te come hehehe. Parabéns pelo seu aniversário, te desejo tudo do bom e do melhor. Adoro seus textos e sua serie no multishow. Sucesso nos seus 5 projetos e nos que se sucederão. Bjos, ate a proxima!

    Pequeno Principe.

    ResponderExcluir
  69. HI5, amiga. Mas dizem que um dia saimaos da merda e a coisa melhora. Feliz Aniersário!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  70. Me preocupava muito com isso qdo mais novo tb...hj vejo que era um sofrimento bobo...coisa de adolescente,mas na fase adulta,rs...hj qdo acordo penso..."obrigado Deus (ou seja lá quem for que mande nisso tudo,se é que existe alguém dirigindo isso)...Obrigado...por me deixar acordar pra viver mais um dia de vida.Dê foco às coisas mais importantes menininha...Bjão.

    ResponderExcluir
  71. minha mãe sempre me diz: 'está tudo bem, não fique triste, o mundo é bom, a felicidade até existe - tudo bem que é sempre pros mesmos, mas que ela existe, ela existe!'. acho que de uma forma torta e estranha isso me conforta.
    beijo e feliz aniversário, ariana!

    ResponderExcluir
  72. 27? vc não vio nada querida espera só os 30...

    ResponderExcluir
  73. Fazendo 27 esse ano e com esse mesmo pensamento. A pergunta é PORQUEEEEEE PORQUEEEEEEEEE a gente não desapega desse conceito. :/

    ResponderExcluir
  74. Natália, mesmo que eu ainda não me assuma como uma psicótica, eu amo seu site!!! Parabéns pelo seu aniversário! de coração, desejo tudo de bom pra vc!!! quanto às suas indagações, acredito que as coisas aconteçam naturalmente e quando a gente também realmente está disposta a isso!!! aproveite ainda a solteirice que é tudo de bom!!!

    ResponderExcluir
  75. "tem que desapegar", "seja feliz com o que tem", "tem que gostar de quem gosta de você". legal, pena que não existe ninguém. RISOS.

    ResponderExcluir
  76. aiiiinn...Nathália diva!sou desse time ai tb,eu vou fazer 22 anos e minha vida amorosa se resume a ouvir e opinar na vida amorosa alheia...eu deveria comentar no outro post,rsrsrs...mas acredite ,tem gente pior q vc ,se isto te serve de consolo!um beijooo e ACORDAA mulheer ,vc é linda ,inteligente e bem-sucedida,besta do "alguém" que n perceber isso...

    ResponderExcluir
  77. Nathália, adoro o programa e não perco nenhum capítulo (algumas vezes, sou meio psicótico e assisto o mesmo episódio umas 500 vezes hahaha) Também gosto muito do que escreve no blog e me identifiquei muito com esse texto, porque estou na mesma situação!!! Se serve de consolo, esse negócio de amor e encontrar alguém não tem dado muito certo comigo também... porque? porque? porque? Bom, não sei, espero que um dia encontremos a resposta hehehe... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou como anônimo :)

      Excluir
  78. Natália, querida, você também é o alguém de alguém, e está tão ocupada com seus 5 projetos que está se esquecendo de aparecer na vida desse alguém! A dica da colega acima, de pedir para sua melhor amiga gritar 3 vezes no espelho também é uma boa, hein? Adoro seu trabalho. Feliz aniversário!

    ResponderExcluir
  79. natalhia eu sei bem como é sei estou passando exatamente pela mesma situação, querer um alguem e esse bendito alguém teima em não aparecer, parece que é intencional resolve nunca chegar e a maldita solidão bate e destrói o emocional e o psicológico da gente e ai já era!!!,

    ResponderExcluir
  80. Adorei o texto! Acredito que ele veste bem em muitas mulheres... em mim caiu perfeitamente! Se pudesse também iria à França e quem sabe encontrasse 'alguem' em uma de suas esquinas!!!

    ResponderExcluir
  81. O colapso dos trinta, até o próximo Prozac, parece também irreparável.
    Afinal, idade é que nem tostines, é fresquinho porque... hm... "rende" mais.
    Saudações,
    Alice_
    http://problemasconhecidos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  82. li seu texto e fiquei com uma vontade imensa de escrever um texto enorme tentando te animar, e dizer coisas maravilhosas, sobre como a vida é curta e o mundo é bonito, e há milhões de peixes no mar...
    Mas justamente por ter me identificado com seu texto, sei que assim como eu, todos esses clichês de livro de auto ajuda não resolvem nada. Podem até mudar seu pensamento naquele dia, ou virar um status no facebook, mas assim que você tiver uma decepção, por menor que seja, tudo volta ao ponto zero. E toda aquela vontade de mudar, aquelas palavras corajosas vão pra PQP, e o sentimento de solidão volta. Mas um aniversário e apesar de todas as conquistas profissionais, você sente que está no mesmo lugar que estava à um ano atrás, é assim que se resume meus aniversários.
    O que eu faço é tentar não pensar muito. Sei que um dos meus maiores problemas é a ilusão, é a decepção de uma expectativa frustrada. E cada decepção leva um pedaço da vontade de lutar, de ir atrás e fazer acontecer, pq convenhamos, nada nunca acontece, pelo menos não pra gente meras mortais, talve sim pra aquela sua amiga linda, magra, rica, mas pra vc não! não se empolgue!
    Queria ter uma conclusão bonita aqui, e dizer que me sentia como vc mais que hj tudo mudou estou feliz e casada. Mas não é a realidade, aliais realidade é uma das piores palavras que existem pra mim.

    ResponderExcluir
  83. Ah!psicótica me polpe!
    Eu não tenho nenhum projeto;
    Muito menos 27 anos;
    E tenho um ''ALGUÉM'' aqui
    Que faz eu invejar quem tem NINGUÉM!

    ...e QUEM mandou nascer ser humano?
    Já viu uma cadeira deprê?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. já viu uma cadeira deprê...


      taí uma boa f(r)ase.

      Excluir
    2. ótima! queria ser uma cadeira agora...

      Excluir
  84. eu tenho 28 anos, nenhum projeto e nenhum alguém...

    ResponderExcluir
  85. Cade vez que leio seus posts, me surpreendo, é irreverente e tão original, além de transpassar uma realidade muitas vezes, caótica e perturbada. Cômico mais real, é uma espécie de sentimento corrompido. "Sei lá!" Paris deveria ser adorável (mas se for pra ir sozinho,que seja a trabalho!). E o aniversário? Detestável!! Ficar velho é bom até os 18 anos, depois te envelhece cem anos a cada segundo.
    Amo sou psicótico!

    ResponderExcluir
  86. eu tenho 27 anos e estou casada a 3. vivo feliz da vida com esse alguém (o lado profissional está um saco, mas "on peut pas tout avoir"), simplesmente por ter aceitado com todos os ônus e os bônus... conheço um montão de mulheres lindas q andam sozinhas com uma lista imensa de itens que um "alguém" precisa ter...e aí é q mora o perigo...os contos de fadas foderam com a cabeça das mulheres, e todas ela vivem procurando o cara q é sexy sem ser vulgar, sensível sem ser brega, bem vestido sem ser gay, organizado sem ter TOC, etc... joguem as listas no lixo e vivam à vontade, aceitem q ng é perfeito (clichêzão, claro,porém absolutamente verdadeiro) suerte! muac

    ResponderExcluir
  87. ai tadinha, ela tem 27 aninhos, um guarda roupa incrível, uma boa conta bancária, uma mamãe que ajuda nas contas no fim do mês, 5 projetos em andamento, uma série televisiva só sua....que merda de vida hein...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado colega que assina comentários como um personagem criado por mim, acredito que você está confundindo realidade e ficção. Eu não sou a Natalia da série. E eu ganho muito mais que a minha mãe. ;)

      Excluir
    2. Bonita, o motivo pelo qual passo aqui de vez em quando, nos momentos de ócio no trabalho, é dar algumas risadas e ouvir boas músicas. Só fiz esse comentário devido ao tom meio deprê que tenho sentido nos últimos posts, meio auto piedoso. O que acho uma pena, um desperdício. Enquanto leitor, acho normal comentar. Eu já tive um blog e confesso que me interessava mais pelos comentários que me faziam pensar do que os inúmeros "vc é ótimo, blá,blá,blá." Não sei se sonhei, mas tenho certeza que li em algum de seus textos antigos uma citação referente à ajuda financeira de sua mamys, por isso citei. Assinar comentários como um "personagem criado por você" é uma homenagem, baby, adoro esse personagem. Calma, não precisa se irritar tão fácil. Será que é por isso q o cara legal não liga no dia seguinte?
      By the way, I would.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. kkkk tem coisas q é melhor ignorar Natalia, esse zingo deve ser um cara (ou seja la o que for) muito mal amado kkkkk

      Gostei da parte "Eu ganho muito mais que minha mãe" kkkk quando eu precisar de um emprestimo te ligo kkkk bjs

      Excluir
  88. Primeiro, feliz aniversário (muito atrasado).
    Acho que, tenho tanta coisa a dizer que vou acabar é não falando nada.
    Não é por que você adota uma postura crítica e ácida com relação a certos assuntos, amor, por exemplo, que não possa esperar que um dia, dê certo para você, não é? (mas isso você certamente sabe e não precisa justificar)
    Entendo e torço para que esse alguém seu esteja agora um pouco mais próximo, ou, pelo menos, a caminho. E é de se entender também que, fazer aniversário ou ter projetos seja super empolgante mas, existe uma falta de algo/alguém que precisa ser preenchida para que venham mais momentos felizes ou, para que eles sejam mais duradouros.
    Acho que, na verdade, o que estou tentando dizer é um grandississimo boa sorte. :)
    beijos :*

    ResponderExcluir
  89. vc com certeza eh ariana! putz... eu fiz aniversario dia 25 de março! E foi uma m... pq?? pq estou separada há 8 meses, com um monte de conta pra pagar, tive que recomeçar a minha vida! e nao tenho ninguem! É triste? É desastroso? Ahhh com certeza! mas sabe de uma coisa? sou igualzinha a vc! axo que ainda vai aparecer aquela pessoa. Mesmo hj sabendo que os homens sao uns nojentos! mas... fazer o que neh? A esperança eh a ultima que morre! Arianas...

    ResponderExcluir
  90. Natália! Como eu gosto e me identifico contigo! E o melhor: acabei de saber que você faz aniversário junto com minha melhor amiga que mora no Rio, a Iara Ferreira. Esse alguém eu também procuro (tomara que não seja o mesmo alguém) mas resolvi que mesmo ansiosa para esse encontro, o que vale nessa vida é viver. Pois bem, estarei no Rio dias 13, 14, 15 e 16 de abril. Tenho ótimas amigas e bons drink, se quiser se juntar... Beijos, Rachel.

    ResponderExcluir
  91. E essa cadela, dá-se por satisfeita?
    Não! Quer ver lágrimas no rosto de
    quem aceita.


    Esse Blog é puro encantamento!
    Fico a seguir, um abraço.

    ResponderExcluir
  92. Você ainda não encontrou seu alguém porque não nos esbarramos ainda pelas ruas do Rio...

    ResponderExcluir
  93. Natália, voce é uma pessoa tao interessante! Pare de depender desse tal alguém para ser feliz.O nosso melhor "alguém" somos nós mesmos! E , acredite , estar em um relacionamento pode ser bem chato, bem chato mesmo!tudo que eu queria era nao estar em um!

    ResponderExcluir
  94. Oi Natalia, eu vi o Adoravel Psicose no Multishow, meu adorei, parabéns mesmo *-*
    Eu adoro seu blog, me identifico muito com tudo que você escreve, e relaxa que na hora certa vai aparecer alguém sim, alguém que vai fazer você olha e dizer, nossa valeu a pena esperar
    Mas até lá, aproveite bem a vida, ela vale a pena, aproveite seus amigos e tudo o mais.

    ResponderExcluir
  95. Para mim esses são números bons, melhores que oso meus; tenho 40 anos e três projetos, praticamente parados e só 5 leitores no meu bog; para de reclamar e dá uma força para o meu blo. www.situa2.blogspot.com.
    Ah e eu nunca fui no Jô! E então? Quem está pior?

    ResponderExcluir
  96. Natália, tudo o que vou falar aqui pode soar meio clichê. E na real, é muito clichê, mas não tem outra maneira. Primeiramente, eu sou idêntica a você. É incrível como você traduz em um texto tudo o que eu sinto em uma vida. Tenho 20 anos e nunca cheguei nem perto de namorar e também não entendo porque. Não sou feia e não sou chata. Enfim, não tem motivo para nunca ter despertado um sentimento, digamos mais nobre, em um homem. E você pode estar pensando: "ah, tem muito tempo pela frente, eu já estou com 27!" Pode ate ser, acontece que desde dos meus 15 anos eu reclamo da minha solidão e hoje cheguei nos vinte da mesma maneira. Quem me garante que não vou chegar aos 27?
    A sua fama, o seu sucesso profissional, nada vai te deixar feliz, simplismente porque você concentra a idéia de felicidade em apenas 1 quesito. Só um amor te fará feliz por completo. Então, não importa se você aparece na televisão, se você tá ganhando bem, poque a peça chave não esta presente. Seria legal se você valorizasse mais o que você já tem. Que você dividisse o conceito de felicidade.
    Natália, a gente tem que estar bem por dentro para se doar para as outras pessoas. Não podemos entregar migalhas, entregar uma pessoa despedaçada. Você precisa estar inteira para se doar para alguém. Não acho legal você ficar passando constantemente essa imagem de alguém sofrida. Você sofre muito ok, mas quem gosta de pessoas assim? Um homem que se aproxima de você, sabe que poderia te tirar de um abismo, que poderia salvar a sua vida,que poderia realizar o seu sonho. E quem quer essa responsabilidade? Um homem quer uma mulher que acrescente, ninguém quer uma infeliz. Homens transformam-se no "alguem" por acaso e, com você, soaria como uma esolha: todos sabem que você esta eternamente esperando esse "alguém" e vai ser difícil achar quem queira, forçadamente, se transformar nele. Não sei se consegui me fazer entender, mas tente consolidar o seu interior. Fique bem por dentro.

    ResponderExcluir
  97. Oi, estava vendo os episodios e tipo varias vezes, varias vezes ... te achei muito parecida com a Sandra Bullock :)

    Acho engraçadas as frases motivacionais que muitas vezes escuto e uso, tipo: sorria para o mundo e o mundo irá sorrir para você ... elas refletem apenas a esperança de alguém que acredita na capacidade das pessoas a sua volta, aquela capacidade para o bem, que leva alguém a sentir-se feliz ao ver a felicidade de outros, mas na maioria das vezes o mundo não sorri, muitas vezes ele simplesmente te ignora e em outras faz questão de mostrar todas as nossas fragilidades, como se nos expor fosse algo divertido, como se magoas fossem arranhões e não feridas. É em sua grande maioria o mundo é sacana e tem um senso de humor pervertido e distorcido, mas em alguns momentos o mundo te acolhe e te faz acreditar que a vida deve ter um sentido, nesses momentos encontramos a amizade, o carinho, o amor e a compreesão.
    O mundo não é apenas uma questão de escolhas ou de como recebemos o que acontece, as coisas acontecem, independente de nós, de vontade, de desejo; algumas tentamos controlar, acreditando que assim teremos o controle de nossa vida, um engano compreensivel, já que todos temos medo do desconhecido, daquilo que foge ao entendimento ... assim gostaria de te dizer que viver é otimo e ao mesmo tempo é doloroso, como dizia meu pai: da vida so levamos as lembranças, então que elas sejam boas :) Parabens pelo teu trabalho, ele me fez sorrir e me deu boas lembranças :) Forte abraço!

    ResponderExcluir
  98. Obrigada pelos comentários! Leio todos, sempre.

    ResponderExcluir
  99. Kátia_Joinville8 de abril de 2012 16:54

    Vc é show. Tenho certeza que seriamos ótimas amigas.

    ResponderExcluir
  100. Como alguém pode ter sede de água e esquecer dessa necessidade, se satisfazendo com leite, cerveja, suco ou qualquer líquido que seja? Faço este questionamento a mim mesma todas as vezes que alguém me fala: "Desapegue, esqueça, pare de procurar e quando vc menos esperar alguém aparecerá". Tenho tentado, mas é bem difícil esquecer de algo que eu preciso tanto, de amar e ser amada pra estar aberta a matar minha sede com certas cervejas que até tiram meus pés do chão, mas depois só me dão ressaca.

    ResponderExcluir
  101. ...engraçado, você corresponde a uma parcela ínfima da população desse país:branca,bonita,interessante,culta,bem-sucedida,famosa,multimidia... e no entanto transborda em suas palavras a necessidade mais básica de todo ser humano(e por que não ser vivo?):
    AMOR!
    É o que mais importa realmente,guriazinha.

    Você, com todas essas credenciais ,pode ter acabado se tornando muito seletiva, que é natural que seja.

    Mas nada disso invalida a vontade de encontrar alguém para pegar na mão,beijar na boca, dormir de conchinha e tomar café de dupla!

    Tudo tem seu tempo , menininha...
    Viva cada momento do seu dia e quando você menos esperar... a vida surpreender-te irá!

    ...e a torcida é grande!

    ResponderExcluir
  102. Posso te assegurar: pior é ficar desempregado e sem dinheiro. Agradeça por tudo que tens, pois se focar somente na falta, o copo sera sempre meio vazio!

    ResponderExcluir
  103. Natália, adorei o seu blog!!!! Conheci a pouco tempo por meio da série (que assisto pelo Muuuu, na madrugada normalmente pq nunca tenho tempo..). Me identifico muito com vc. Parabéns, sorte e sucesso. E quanto aos comentários malditos, como diria "Freud" Supercalifragilisticexpialidocious!!!!!!!! Kkkkkkk mt bom! Morri de rir! Bjossss

    ResponderExcluir
  104. Eu tenho 36 e nunca deixei de esperar o "alguém". Pior, encontrei o alguém, que não achava que eu também era O alguém da vida dele e cá estamos nós, ainda na espera, ainda na expectativa. Sei o quanto é frustrante e parece que todos ao meu redor estão felizes, casando, encontrando e eu sempre na espera do alguém certo aparecer...

    ResponderExcluir
  105. "A vida é uma cadela manca e raivosa!" kkkkk, adorei. Parabéns Natália, pode ter certeza que um dia esse Alguém irá aparecer. Beijos.

    ResponderExcluir
  106. feliz aniversário atrasadíssimo, você faz quase junto com minha irmã mais nova. não sei se o que eu vou dizer vai ajudar ou piorar, mas... vamos lá. sou vinte anos mais velha que você. fui "casada" por 15 anos, fiquei sem absolutamente ninguém por 7 anos. depois caí no mundo virtual e me f**i no mundo real. uma infeliz, né? cometi todos os clichês de folhetim, homens impossíveis, artistas de cinema, casados, homossexuais, amigos, algumas amigas (platonicamente), homens mais jovens, homens mais velhos, fiz lista de especificações técnicas do companheiro perfeito, pedi ao cosmos. tentei de tudo e deu tudo errado. rejeição é uma cadela manca - oops, acabei de ter um deja vu escrevendo a frase anterior, que viagem... - bom, como eu dizia, rejeição é uma cadela manca, sarnenta, chutada no chão, enfim. aí desisti. tive que dar uma parada na vida. os amigos verdadeiros ficaram. e um deles deu o salto quântico escolhendo ser Alguém. há Alguém hoje e é tudo o que vale. não sei até quando, mas veio no momento certo, quando eu mais precisava e menos esperava. juro. duas sugestões, ou três, então: tenha amigos, ame sempre hoje, porque o amanhã não existe (quando chega vira hoje, né?) e nunca desista. espero que seu Alguém chegue mais rápido do que o meu. afinal, nada disso importa, o tempo é uma ilusão, o Amor é eterno, somos mais do que personagens de folhetim.

    ResponderExcluir
  107. PELAMORDEDEUS!
    Vai escrever mal lá na China!
    Se eu fosse você iria estudar e aprender a escrever !

    ResponderExcluir
  108. Corrigindo:Aprender a se comunicar.

    ResponderExcluir
  109. Me identifico de mais com o que a Natália posta no blog. Sei realmente como é, passar a vida só e esperando que o príncipe encantado te salve. Tenho poucos amigos, que não sou tão chegado... A única coisa da minha vida que realmente vale a pena são os meus pais, que ainda nem sabem que eu sou gay. A vida é realmente uma cadela manca e raivosa. E o pior, eu passa cada dia com o pouco de felicidade que é me dado, na esperança que as coisas melhorem, mas nada muda. Me pergunto se vou ter que esperar até meus 30 anos para ser realmente "feliz".
    Vou fazer 18 anos e minha única programação para o aniversário é começar a fazer aula para tirar a carteira de motorista e receber visita dos meus avôs. Enquanto o resto dos jovens fazem festas sem motivo e se encontram em bares.
    Os sonhos realmente são a única coisa que nós temos.

    ResponderExcluir
  110. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  111. Natália, parabéns pelo seu aniversário e pelo seu texto. Me identifiqui muito com ele. Compartilho do mesmo mal que vc: vivo o dilema bipolar de "acreditar no amor" x "não acreditar no amor". A essa crença no "alguém" eu dei o nome de Síndrome dos contos de fadas. Isso porque crescemos escutando "E viveram felizes para sempre" e, por mais que a vida mostre que não é assim, o "felizes para sempre" gruda no inconsciente coletivo. Os fatos nos mostram que não é bem assim,mas continuamos acreditando nisso. É preciso uma dosagem bem forte de consciência para desapegarmos disso, mas a realidade é que não queremos desapegar, optamos pela ilusão. Só espero não sucumbir nela.
    Te desejo sucesso e que o próximo ano de vida seja FELIZ!

    ResponderExcluir
  112. Esse texto foi feito pra mim. E eu sempre me identificando com tudo nesse blog. Ainda n sei se isso é bom ou ruim kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  113. Eu sempre acreditei no amor. Eu realmente achava que iria encontrar esse alguém. Fui paciente a minha vida toda. Esperei muito tempo. Até que finalmente eu descobri que o amor existe e eu encontrei o meu alguém! E para sorte dele, ele está muito feliz e amando outra. Quanto a mim só posso dizer que hoje me enchi de alcool e doces. Continuo respirando. É... a vida é uma cadela manca e raivosa.
    M.S.

    ResponderExcluir
  114. Feliz aniversário atrasado!
    @7 anos é uma idade legal! Eu já tenho 28...
    Eu ainda acredito no amor, mas o amor é difícil.... ser feliz é difícil e o amor é uma desculpa. A gente acha que quando encontrar vai ser feliz... não é bem assim, muito pelo contrário as vezes! Digo com conhecimento de causa, já amei e já fui bem amada... nem sempre resolve.
    Amigos sempre resolve. Bons livros também. vinho também... enfim... feliz aniversário!!! bjosss

    ResponderExcluir
  115. Não sei quanto do que você escreveu é verdade. Se você vive mesmo isso tudo, ou se assim como eu tem a mente condicionada a escrever o que os demais seres humanos sentem. Enfim, eu prefiro mesmo acredita que o meu pensamento esteja correto. É muito ruim viver assim. Digo porque boa parte da minha simplória existência, hoje já passados 20 anos dela, vivi este dilema. No meu caso atribuo- não se a palavra esta escrita corretamente- isto ao muitos livros e pouco juízo que tive, e tenho. Se serve de incentivo, "alguém" chegou na minha vida, estou noiva e vou casar com ele ano que vem. E foi extamente no momento em que eu espera por ele. No momento em que eu sabia exatamente o que eu queria. Casar com o cara que não é o melhor do mundo, nenhum principe, nenhum Johnny Depp, ou Robert Pattinson, mas é o cara que me ama, ou pelo menos se esforça pra isso. Tenha calma, alguém vai chegar pra você, quando você souber exatamente o que quer com ele.
    Beijos. Adoro o seu programa.
    Não sei se vai ler o comentário, mas se ler espero que ajude.

    Carla Patrícia (:

    ResponderExcluir
  116. Me sinto meio ridícula em abrir a minha vida aqui, pra quem quiser ler, mas não tem outro jeito de falar com você e me sinto na obrigação de te ajudar.
    E outra, já que você sempre me fala tanto de você nos seus programas, posso agora te falar umas coisas?
    Olha, teve uma época da minha vida que eu tinha tempo de sobra e nenhum dinheiro. Depois veio uma fase que eu tinha dinheiro, mas não tinha tempo pra gastar. Nesses dois períodos eu namorei o mesmo homem. O famoso "cara certo na hora errada". Ele era aquele príncipe encantado que toda mãe quer pra filha, sabe? A família em peso amava o moço. O check list do rapaz era impecável: judeu - vc sabe do que eu tô falando - bem sucedido, boa família, boa pessoa, alto, bonito, gostoso e fiel. Sabe no que deu? Em nada!
    Passamos 6 anos juntos e acabamos nos tornando adultos meio perdidos porque namoramos dos 16 aos 22. Enquanto todo mundo saia pras baladas, a gente só queria ficar junto. Quando acabamos, eu tive uma crise de identidade séria (e acredito que ele também). Quem eu era? Do que eu gostava? Quem eram meus amigos? Quais programas se fazia em turma? Eu tinha uma turma?
    Depois disso, tive momentos profissionais bons e namorados horríveis. Um músico gato demais que me dava muito trabalho, um publicitário bêbado, um publicitário ególatra e um outro publicitário bacana e gente fina (mas baixinho, careca e com uma certa pancinha).
    Por fim, agora pouco, tive um momento profissional incrível e perdi o namorado surfista bacana pra carreira. Ou pro egoísmo dele. Ou pra vida.
    Por quê eu estou te falando tudo isso? Porque eu quero que você entenda que tudo na vida são fases. E escolhas. Você, em algum momento escolheu isso (não a solidão, a carreira) e agora tem que arcar com as consequências do sucesso e do talento.
    Talvez eu trocaria todos os caras que tive para ter o que você tem. Talvez não, eu que trocaria. Também trabalho escrevendo - sou redatora - e sinceramente, seria um sonho viver o que você está vivendo.
    Mas eu não trocaria por nada de quem eu sou e a companhia que eu mesma me faço por nada nesse mundo. Entende o que eu estou te falando? Infelizmente a gente vive em um mundo onde se bastar já é uma grande conquista.
    O seu príncipe vai aparecer na hora certa. Em algum momento dessa sua subida que não tem limites.
    Acredite, está tudo escrito.
    Já passei dos 30 e hoje consigo olhar pro que já foi e entender que as coisas só acontecem na hora que tem que acontecer.
    Calma! Tudo vai dar certo. Eu te prometo. te juro se você quiser.
    O preço do sucesso é alto, mas ele é que nem o governo: depois você ganha a restituição do imposto de renda.
    Um namorado agora só ia te atrapalhar. E isso eu te digo com propriedade. Você está construindo uma casinha pra depois colocar tudo que quiser dentro.
    Se você precisar de uma amiga virtual, conte comigo. Não sei se consegui te ajudar, mas posso te falar um monte de coisas sobre como é bom não ter um marido aos 27 anos e sobre o quanto você ainda vai perceber que o quebra-cabeças da sua vida só vai te deixar ter alguém depois que os seus projetos andarem sozinhos.
    E também posso te falar um pouco sobre o temido retorno de Saturno, já ouviu falar? É uma peste de um momento astrológico que todo mundo passa na sua idade. O meu foi punk. Mas olha, fica tranquila porque quando ele vai embora, é só alegria.
    E finalmente entenda que ninguém é feliz o tempo todo. Que a felicidade não está no outro e sim em você. Numa saída com os amigos, numa viagem de final de semana. O resto é só figuração pros momentos que valem a pena.
    Não cai na armadilha da punheta mental nem da comparação com a vida dos outros.
    Feliz aniversário atrasado.
    Beijos de uma fã que te admira muito, torce pelo seu bem e sabe que você ainda vai ser muito, muito feliz.

    ResponderExcluir
  117. Querida Natália, axo q posso te chamar assim pq realmente me sinto sua melhor amiga, primeiramente Feliz Aniversário (atrasado)!!! Comecei a assistir o seu programa pelo multishow a +- 2 meses, e parecia q vc tava retratando a minha vida, já assisti tds os episódios passados pela net, tenho 26 anos, vou fazer 27 em julho, e é incrível cm suas hist se parecem c a minha. Infelizmente n posso escrever aki o mesmo q o post anterior, n q eu n concorde, na verdade eu espero mt p isso, mas sim, pq eu n acredito mt, talvez pela minha experiência (parece q a meu "retorno d saturno" furou os pneus e n sai do lugar, ficou aki p sempre, rsrsrs), enfim, n to aki p dizer q isso passa (pq n sei s passa), to p dizer q n é só vc q esta se sentindo assim, existem outras pessoas no mesmo barco, vc n está só. Isso pode n solucionar o prob, mas com certeza deixa ele mais leve, pode ser ate egoísta da nossa parte, mas saber q os outros tb n são "tão" felizes e perfeitos cm pensamos, nos deixa mais tranquila. Por fim, quero deixar um bj, e felicitações para a nova idade!!! Virei sua fã, esse é o primeiro comentário q faço no seu blog, espero comentar mais vezes!!!! (espero n ter piorado a situação c o meu comentário, se piorei pode apagá-lo, hehehe)

    ResponderExcluir
  118. Natália, você não vai colocar os episódios no youtube? Não consigo ver por causa do horário... Fala pro Multishow liberar aí!

    Esse Alguém com certeza existe, e ele vai vir, se não vier é porque não foi combinado antes de você reencarnar. Pensa em quanta gente você de certa forma ajuda com suas histórias... Se você estivesse serelepe pimpona com um Alguém a série não existiria, certo? Talvez essa tenha sido a sua missão nessa encarnação e por mais que seja dolorida, você aceitou, então vai dar conta. Com certeza você será recompensada por isso um dia, seja com um Alguém que você sempre sonhou, seja no seu retorno ao plano espiritual. Sei que você é judia e pode achar tudo o que eu falei um monte de blá blá blá, mas vai saber? Faz algum sentido, não faz? Tenha fé e peça a Deus o homem que você quer, faz uma listinha com as qualidades, quando vc se interessar por um cara vai na lista ve quais itens ele preenche, se faltar algum reflete se é tão importante assim. Se não for, vá a luta. Nós mulheres temos um sonho romantico falso de que temos que ser conquistadas...isso é mt anos 60. A gente tb tem que ir pra luta pra conquistar um cara tb.

    Acho q é isso! Bjos e feliz aniversário atrasado.

    ResponderExcluir
  119. Acho que essa descrença no amor X ilusão do príncipe encantando tem a ver com a história do amor e a maneira como ele foi sendo construído nos últimos séculos. Esse amor romântico dos contos de fadas e de todo movimento artístico e cultural do século XVIII continuam a inspirar as nossas relações. Em discussões com uma professora sobre o amor ela sempre diz: amor romântico é lenda, eu quero um amor possível...
    O amor é corpo, é vida, é troca e não idealização do tal "alguém" perfeito e que completa a metade da laranja!!!
    Obs: recomendo o filme "Ele não está tão afim de você" é muito bom e desconstrói várias crenças, além de ter um final otimista.

    ResponderExcluir
  120. i feel your pain sista ;), mas não perderei minhas esperanças também, acredito que tudo depende do momento.
    Eu tava tão bem nos últimos meses, sem pensar em ninguém, feliz com meus planos....ai me aparece 'ela'...rimos(nós riamos, riamos, riamos...), planejamos o futuro, 'corremos', mas aí a vida foi ficando complicada...agora to aqui sozinho. Preciso voltar ao meu estado frio e relativamente feliz.

    ResponderExcluir
  121. Texto incrível *--* Acho que, talvez, compartilhemos da mesma teoria, aquela do playmobil? Pois é, o nosso sorriso ninguém tira :D E concordo contigo, a vida é uma cadela, mas sabe a lei de Talião? Pois é :)

    ResponderExcluir
  122. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  123. Que coisa Natália, as vezes eu acho que nós somos irmãs gêmeas perdidas ou alguma coisa assim...só sei que com raríssimas exceções eu me identifico com tudo que você diz. Seus textos sobre relacionamento são um retrato da minha vida afetiva, a semelhança é tanta que dói. One is the loneliest number mesmo...eu bem sei, também nunca namorei, também sempre me dei mal, também sempre encontro uma pessoa que se dá bem e leva o cara que eu gosto no final da história, as "Anas Catarinas" da vida também estão presentes na minha história. Resumindo eu nunca sou a torta que é levada pra casa, sou aquela que está cheia de pedaços faltando porque já levou muitas garfadas...Meu ultimo problema envolve um cara que eu jurava de pés juntos que era o homem perfeito pra mim...aí advinha: Não deu certo, ou melhor, não está dando certo, porque eu tenho 2 desconfianças: 1. Ele é gay e 2. Ele já provou da torta Camila, agora quer provar de outras tortas... e claro...ainda tem as “amigas” dele que se ele for gay são só amigas, mas se não for... enfim, só pra dizer que você não está sozinha nesse sofrimento das pessoas que acreditam no (argh) amor. P.s.: Também MORRO DE MEDO de avião.

    ResponderExcluir
  124. Eu tenho uma teoria sobre as relações que podem dar certo:

    1 - Conheça a si mesmo e saiba o que quer, dessa forma, ficará mais fácil de traçar um perfil do(a) pretendente;

    2 - Seja sincero(a), mesmo quando Oscar Wilde alega que pouca sinceridade é uma coisa perigosa e muita é fatal, mas ser sincero com os outros é ser, antes de tudo, sincero consigo mesmo;

    3 - Procure pessoas que se assemelhem a você. Seja nos gostos e nas afinidades quanto nos objetivos de vida. Eu não sou muito crente das pessoas que tenham personalidades deveras distintas se darem bem por muito tempo;

    4 - Deixe claro os seus objetivos com a relação. Quanto mais diálogo houver, maior a probabilidade de entendimento. Lembre-se que brigar às vezes é até necessário e saudável, faz a gente refletir os nossos erros e procurar melhorar para construir algo melhor e mais profundo.

    Bom, isso não é uma "receita de bolo" para relacionamentos, antes de tudo, saiba o que quer, o que deseja e procure ser uma pessoa aberta e receptiba.

    ResponderExcluir
  125. Hoje é meu pré-aniversário. Tirando o fato de que eu acredito que encontrei o Alguém, e que não farei 27, mas 26 me identifico com todo o resto.
    A vida manca e raivosa, tem a boca espumando e um latido ardido em meus ouvidos...

    ResponderExcluir
  126. Já visitei este blog algumas vezes, mas somente agora tive vontade de comentar. Me identifiquei muito com esta postagem. Eu também tenho projetos, e o pior deles, a monografia que ja esta pronta e não posso entregar por causa da greve e isso me consome.Quando penso no meu futuro eu não consigo sequer imaginar alguma coisa. Essa vida cadela esta acabando comigo.
    PARABÉNS PELO BLOG E PELA SÉRIE NATALIA. São excelentes.

    ResponderExcluir

 
Designed by Thiago Gripp
Developed by Márcia Quintella
Photo by Biju Caldeira