natalia

domingo, 2 de janeiro de 2011

Equação à trois


No último dia de 2010, eu saí pra almoçar com uma amiga de infância que eu já não via há algum tempo. Engraçado porque quando nós éramos crianças, 2011 soava como um futuro muito distante, com naves e telefones que faziam ligações de vídeo. No caso, só faltam as naves.
Mas o fato é que a minha amiga vai casar. A menina com quem eu brincava de Barbie e via "A Pequena Sereia" repetidas vezes. Ela vai por um vestido branco e vai casar. Ela mesma, não uma boneca loura de peitos sem mamilos ou uma sereia ruiva com sutiã de conchas. Está acontecendo de verdade, estamos ficando velhas e casando. Quer dizer, ela está. Eu continuo na mesma, só não brinco mais de Barbie.
Já a minha amiga, vai ter uma bonequinha dela mesma no bolo - se é que as pessoas realmente fazem isso, eu não entendo nada de casamento. Nunca me apeteceu. Só que naquele almoço, não sei o que houve, acho que fui possuída. Minha amiga começou a falar de uns vestidos que eram a minha cara e quando dei por mim já estávamos falando de um casamento pequeno para não mais de cem pessoas.
"Amanda, eu nem tenho namorado", eu disse, pondo fim àquela loucura.
"Mas você tá saindo com alguém?"
"Sim, mas daí até o casamento pequeno para não mais de cem pessoas..."
"Sabe o que você faz? Sai com vários ao mesmo tempo!"
Fiquei encarando minha amiga de infância por alguns segundos, ainda perplexa com aquele comentário. Especialmente vindo dela, uma menina tão doce e de fala tranquila.
"É, de fato tem um outro cara...", lembrei.
"Então! Sai com ele também! Sai com todo mundo!"
"Aí também não, eu tenho princípios."
"Todo mundo é modo de dizer. Mas começa saindo com esses dois."
"Que que é isso? Desespero?"
"Não, pelo contrário. Você fica bem mais leve quando não se fixa num cara só", ela argumentou. O que é bastante irônico para alguém que vai se casar em seis meses.
Então fiz uma breve retrospectiva mental de todos os caras com quem já saí. E a conclusão foi óbvia. Sair com um cara só nunca me trouxe benefícios, muito pelo contrário. De repente tá na hora de testar o outro lado da moeda. Afinal, os homens fazem isso o tempo todo.
"O tempo todo!", confirmou minha amiga.
Mas a verdade é que eu não sei se eu seria capaz. Não pela parte moral da coisa, mas pela logística mesmo. Eu não sou como a maioria das mulheres que consegue falar no telefone, cozinhar e escrever uma tese de mestrado ao mesmo tempo. Quando eu tô no telefone e alguém fica do meu lado fazendo sinais, eu fico extremamente confusa. Que dirá administrar dois homens!
"Você aprende", ela me encorajou.
Só que a questão é bem mais complexa do que parece. Porque eu trabalho de uma maneira organizada, ao menos na vida afetiva. Tem toda aquela coisa dos primeiros encontros, a calcinha certa, os tempos entre cada depilação. Aí se você adiciona um homem extra na equação, fica tudo bagunçado. E eu me sinto falando no telefone com alguém do meu lado fazendo sinais.
Por exemplo, se eu resolvo dar pra um e pro outro ainda não. Como é isso? Não consigo equalizar. Ou eu tô no modo "dando" ou não. E os dias de folga masculina, em que eu posso esquecer de depilar as axilas? E se eu tiver uma observação engraçadinha e sagaz? Eu conto pra quem? Pros dois? Eu vou ser uma daquelas pessoas que repetem observações engraçadinhas e sagazes?
"Não, eu não consigo, eu não consigo!", repeti.
E comecei a falar do meu trabalho.

38 comentários:

  1. po, eu faria isso...





    ...se fosse possível ter 2 pra sair... até isso tá difícil HAHAHAHAHAHAHAHAH

    ResponderExcluir
  2. Minha avó já dizia (na verdade, a empregada da minha avó, mas dá no mesmo, ambas sábias): Dia de muito é véspera de nenhum...

    Mas n to agorando. Só refletindo se seria convidado pro casamento pra 100 pessoas...

    ResponderExcluir
  3. Bah! "tempo entre cada depilação" EU RI MUITO, hauhauahauahuaah!

    Pior que é bem isso mesmo... kkkkkkkkkkkk

    bjo!

    @letrasaltitando

    ResponderExcluir
  4. Ahhhhh muito melhor pensar no trabalho e faculdade que em homens...

    Uma amiga me disse isso já, mas se um já é difícil, imagina 2, 3... Nossa, eu realmente sou como vc, me atrapalho toda fazendo duas coisas ao mesmo tempo. Eu até me imagino com um, e sem querer acabar chamando pelo nome do outro... imagina só?! Isso é bem fácil de acontecer! Eu entendo esse drama... hahaha

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Ahhh Natália, mas continua tentando que uma hora vc consegue... rsrs... fik dik!!!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Esqueceu de dizer se sua amiga tem um "step" para ficar elve também...
    rsrsrsrsrsrsrs

    Gente, será que isso funciona mesmo? Eu também fico confusa quando gesticulam para mim enquanto falo ao telefone...

    ResponderExcluir
  8. Enquanto o assunto é casamento ainda tá ótimo. Ruim é quando os amigos começam a se encontrar nos funerais.
    De fato, as mulheres são como impressoras para um computador Mac: conseguem fazer muita coisa ao mesmo tempo, mas trabalhando apenas com um modelo único.
    Claro que, para isso, existem as gambiarras.

    http://oblogdareclamacao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Natalia, minha analista disse que eu me escondia no trabalho. Então eu comecei o que eu apelidei de "dislexia afetiva", saí dando mole pra vários caras ao mesmo tempo, como vários caíram eu tive que passar para uma outra fase que eu apelidei de "esquizofrenia afetiva". Como assim? Cheguei a conclusão que não dô conta de mais de 3.Então estou saíndo com 3, é complicado, mas a gente se acostuma e dá conta. Difícil vai ser na hora de escolher um só pra casar, ter filhos, fazer founde para os amigos. Mas por enquanto não tô pensando nisso não...meu critério pra sair da "dislexia afetiva" e entrar na "esquizofrenia afetiva" foi quais eram os melhores na cama. Então faz isso, já q vc já está com 2, arranja mais uns 3 e vê quais são os melhores na cama.
    Aí vc vai ver q fica simples!

    ResponderExcluir
  10. Antigamente até dava.

    Você dizia que ia ao dentista, à aula de artesanato, de pintura em porcelana e pronto.

    Mas em tempos de vigilância total, com celulares que ninguém admite que vc deixe desligado, gps e redes sociais que te incriminam: "this commnets was written about 2 hours ago", todo mundo te acha e faz as contas
    para ver se seus horários estão batendo.

    Ninguém pode mais sumir. Que inferno!

    ResponderExcluir
  11. Cara... impressionante... ja comentei antes... nascemos no mesmo dia (e ano) e nao foi a toa.

    Eu sou igualzinha... acho um desastre enrolar 2... controlar o fato de ser atrapalhada e poder trocar nomes... podendo dar muitas mancadas... eh foda! ainda mais pela minha sinceridade excessiva...

    mas tenta... to pensando seriamente no assunto tb!
    hahahaha so faltam pretendentes ao nivel! ;)

    ResponderExcluir
  12. Eu, particularmente, costumo confundir os nomes. Mas como já diziam os Mamonas Assassinas: "O meu nome é Dejair, facinho de confundir com João do Caminhão".
    Se joga!

    ResponderExcluir
  13. Confesso que já fiz isso...
    e virou uma terrível bagunça.. quando vc se vê contando a mesma historia pros dois, rola uma tensão meio: eu já falei isso antes...

    ResponderExcluir
  14. Na, eu também vou casar...dia 30 de janeiro, agora!!!!!! Marcamos e decidimos tudo tem duas semanas...Temos planos de vijar ainda esse semestre para Europa, passar um tempo por lá!!!!!!! Talvez Espanha, Portugal...

    ResponderExcluir
  15. Ah, pra mulher tudo acaba sendo muito mais complicado. Homem não tem preocupação alguma, quanto mais melhor. Mas concordo com a sua amiga, ficar com os dois ou até com um terceiro massagiaria bastante seu ego, o que é sempre bom. Bjão***

    ResponderExcluir
  16. Caríssima psicótica,

    experimenta, experimenta, experimenta!!!
    Incentivo de alguém que nunca fez isso. Antigamente eu era muuuito conservadora, hoje em dia estou mais liberal, mas o atual problema é a escassez do mercado. Não tenho tido nenhum pra sair, imagina dois! Ai quem me dera...acho que sua amiga disse tudo: sair com dois deve ser ótimo pra diminui um pouco a psicose...
    Ah! E a depilação é o de menos, já pensou em fazer depilação a laser? Uma libertação, verdadeira carta de alforria para nós, escravas da cera!
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. eu só espero que o cara com quem eu esteja saindo (e que, porventura, venha a ser meu noivo) não me dê vontade de sair com outros...

    ResponderExcluir
  18. Falar ao telefone com alguém do lado fazendo sinais é angustiante. Arrumar dois homens pra ficar é impossível. Tudo é improvável, mas nada como tentar. Hahaha!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Há.. Não é tão difícil! Deveria tentar! Bju

    ResponderExcluir
  20. Pra variar só. Ri muito.
    Sempre leve e cheio de significados.
    Depois nos conta como anda com esse tal "um".
    Bjs, Paulette.

    ResponderExcluir
  21. mto bom!!!! sempre dou mta risada, o foda é q leio de madruga, então já viu.... rs

    mas, sabe, eu acho que administrar dois homens deve ser estrassante, só agravaria sua psicose... seus textos estão cada vez melhores

    ResponderExcluir
  22. A solução é esquecer a depilação e dar lugar a um estilo natural/selvagem.

    ResponderExcluir
  23. Natalia minha querida, a "incostante" ai de cima já escreveu praticamente tudo que eu queria te falar, a unica dica a mais eh, organiza os encontros na mesma semana, q assim vc tem semana de pausa da depilação.
    #ficadica

    ResponderExcluir
  24. Amei,amei, e ri muito...como diz uma amiga diversificar abre os chacras! Mas acho confuso, é como ir ao buffet e fazer aqueles pratos com todas as comidas, sei lá tenho angustia hahahahhaahaha, mas de fato to numa fase otima e leve, leve, sua amiga tem toda razão!!!!Beijos lindona!

    ResponderExcluir
  25. Já consegui sair com 2 ao mesmo tempo. Mas não o serviço completo! Essa parte sim é complicada!! sem chance!!
    Me identifiquei mto com o post!!

    ResponderExcluir
  26. Voltei e achei um erro no meu comentário e removi...
    Como eu disse antes, sair com 2 não é complicado. Eu só me ferrei pq não sabia q os 2 com quem eu estava saindo eram amigos...
    Fodam-se eles, eu me diverti...

    Ps: Q chata a Verônica lá em cima, viu?? Espalhando felicidade em meio a tanto caos...Morra, Verônica!!hahaha

    bjs!!!

    ResponderExcluir
  27. Natalia, além dos ótimos textos, seu blog virou meio que um guia pra mim. Vou passar a prestar atenção nesse detalhe da depilação (putz, isso ficou estranho... Parece que vou levantar a saia das mulheres na rua).
    E sei lá, após dois anos solteiro, finalmente me convenci que qualidade é melhor que quantidade.

    ResponderExcluir
  28. Aí depois as mulheres vêm dizer que os homens que são canalhas, que são galinhas... Sinceramente... Se as mulheres conseguissem administrar a vida social/afetiva com 3 ou 4 homens seriam mt piores.

    ResponderExcluir
  29. Sinceramente eu não conseguiria, 1 ja é difícil imagine 2 ou 3. Além disso sou atrapalhada logo acabaria entregando-me.
    Adriana

    ResponderExcluir
  30. ai nathalia
    para de ser tão psicotica
    rsrs
    gostei da parte de dar pra um e pro outro nao
    kkkkk
    so vc mesmo

    ResponderExcluir
  31. acho que até três dá pra controlar, de boa. quatro já é bem mais complexo... mas, olha, conheci um cara que saía com dez ao mesmo tempo. claro que ele tinha muuuito tempo. mas não se permitir dois por conta da depilação? ah, vai...

    ResponderExcluir
  32. Céus, eu me vi nesse post. Mas ao invés de dizer "eu não consigo", eu vou dizer "eu vou tentar". Concordo com a sua amiga que as coisas vão ficar mais leves. (eu espero.)

    ResponderExcluir
  33. kkkkk
    to passando por isso
    saindo com 2 ao mesmo tempo, e sabe que e bom.
    um e da minha cidade e o outro nao, o da minha cidade so vejo durante a semana e o outro nos fims de semana.
    depois de um namoro de 4 anos e de 3 meses de solterisse nada melhor que 2 homens pra me divertir...
    agente acaba aprendendo a lidar com essa equacao...

    ResponderExcluir
  34. "modo dando" é tudo! #LOL heheheeh

    ResponderExcluir
  35. Se é tese é doutorado,
    se é mestrado é dissertação...

    estava lendo seus posts e gostei, mas segue a dica para não confundir cimento com concreto...
    :P

    ResponderExcluir
  36. Realmente é uma logística difícil. Funde os miolos como essa situação incrível que é ter alguém gesticulando pra você quando está ao telefone.

    BLOG INCRÍVEL.

    ResponderExcluir

 
Designed by Thiago Gripp
Developed by Márcia Quintella
Photo by Biju Caldeira